O que é Microlearning?

Com tanta correria e dificuldade para lidar com as rotinas do dia-a-dia, fica bastante difícil atrair a atenção dos seus clientes para fazê-los parar um período do dia para consumir os seus conteúdos ou absorver novas informações, não é mesmo? 😉 Pois é, nós entendemos o que você está passando. Temos algumas dicas que irão ajudá-lo.

Imagine que incrível seria caso fosse possível distribuir ao seu público “pílulas de conhecimento” com os conteúdos que você está tentando oferecer? Este é basicamente o conceito do Microlearning.

Mas o que é Microlearning?

Microlearning não é proporcionar menos conteúdo, muito pelo contrário. Em vez de oferecer um treinamento longo e cansativo, que, sem dúvidas, deixará o seu público disperso, permite que você ofereça o mesmo material em doses menores.

Tentar capacitar as pessoas por meio de um único vídeo não é bom, pois isso dificulta o fluxo cognitivo. Pensando assim, você entenderá claramente que, ao dividir um conteúdo em partes micro, é possível obter um material eficiente e de alta absorção.

O Microlearning utiliza como base para a construção dos conteúdos o que os especialistas chamam de “momentos cruciais” (ou micromomentos). Oferece entendimento sobre diversos assuntos por meio de “cápsulas de conhecimento”, em uma estrutura planejada e estruturada, para serem facilmente assimiladas.

Se você pretende conquistar mais clientes para os seus Treinamentos, essa é uma técnica muito recomendada. Apesar de ser ainda pouco conhecida, sua eficácia é incontestável.

A falta de tempo, bem como a sobrecarga cognitiva em que estamos inseridos, com informações sendo captadas a todo momento — voluntária e involuntariamente –, são, sem dúvidas, pontos fundamentais para o contexto que melhor explica o porquê de a expansão dessa ideia.

Benefícios de aplicar o Microlearning

Para a sua empresa, aplicar Treinamentos utilizando a metodologia de Microlearning pode ser uma excelente estratégia: os alunos aprendem de uma forma inovadora, com melhor absorção de conteúdo, e de qualquer ponto de acesso (incluindo dispositivos móveis), o que gera maior número de engajamento.

Outro ponto que vale ser destacado é que a metodologia permite que o produtor de conteúdo consiga mapear as principais dificuldades do seu público e criar diversos fluxos de nutrição, de forma mais personalizada e direcionada.

A personalização dos Treinamentos está alinhada a uma prática que traz resultados muito positivos para a aprendizagem.

Considerando os estudos mais recentes, que apontam a predominância de dispositivos móveis como meio de acesso às informações, essa tendência deve ser considerada na hora de atrair os alunos para o serviço que você está oferecendo.

Se o planejamento das “cápsulas de conhecimento” for bem estruturado, as chances de o seu público se fidelizar aos seus Treinamentos é muito maior.

Para aplicar o Microlearning, os primeiros passos são: escolher uma plataforma de treinamento online que atenda as suas necessidades e pensar no Treinamento como um processo de aprendizagem.

Agende seu primeiro treinamento. Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

Impacientes e distraídos

O consumo de vídeos na internet é cada vez maior, e não somente para entretenimento. As pessoas procuram, cada vez mais, formas de se obter conhecimento e capacitação online. No entanto, é preciso ser direto, para que as chances de as pessoas realmente aprenderem algo com o seu Treinamento seja maior.

De acordo com a pesquisa Meet The Modern Learner, o tempo que você tem para conseguir prender a atenção das pessoas que consomem aprendizado pela internet é de 5 a 10 segundos. Além disso, segundo esse mesmo estudo, as pessoas sofrem diferentes tipos de distração a cada 5 minutos.

“Não importa o quanto você invista em treinamentos e desenvolvimento, tudo o que você ensinou aos seus funcionários será esquecido.”, explica Art Kohn, PhD em neurociência e consultor da pesquisa.

E aí, o que você achou do Microlearning? Aproveite para continuar aprendendo: Veja como engajar os colaboradores em treinamentos corporativos.

 

Infográfico Microlearning

Leia também