Como usar Mapas Mentais para Produzir seus Webinars

Sabe quando nos pegamos desesperados ao ter que desenvolver um novo projeto, enfrentar um desafio ou resolver um problema sem ter a mínima ideia de como fazê-lo?

Então, e se eu te disser que existe uma forma de esquematizar suas ideias e organizar suas tarefas, um método que te ajudaria a automatizar o processo de planejamento e operação. Você acreditaria?

É exatamente essa a proposta de planejamento e organização que o conceito dos Mapas Mentais se propõe a resolver. Nós estamos utilizando esse modelo nas nossas atividades e tem ajudado bastante. Por isso resolvemos compartilhá-lo com você!

O que são Mapas Mentais

Mapas mentais, como bem diz o nome, são guias físicos ou virtuais que ajudam a nos localizar, a encontrar melhores caminhos e a memorizá-los de maneira mais eficiente.

Seja através de um webinar, aplicativos que ensinam novas línguas ou documentários. Através deles é possível estudar, organizar ideias, produzir textos e conteúdos com muito mais facilidade. Continue lendo

O que não fazer em uma apresentação online

 Depois de acessar o site da Eventials, de pesquisar sobre o funcionamento dos webinars e perceber como eles podem ajudar nas vendas de sua empresa e a capturar bons leads, você resolve investir e criar o seu.

Depois de definir o tema de sua apresentação e criar o roteiro, é preciso ensaiar para que tudo ocorra bem no dia. Só que para isso é preciso estar atento a alguns errinhos que podem prejudicar sua performance e transformar o seu webinar em um vídeo chato de assistir. E, claro que você não quer que isso aconteça, não é mesmo? Então confira as nossas dicas:

Ler slides

Na Eventials você pode disponibilizar slides para que o público acompanhe os tópicos de sua apresentação enquanto você fala. Mas lembre-se de que ele deve servir apenas como um apoio. Não leia o que está nas telas, isso não causa uma boa impressão e pode levar o público a duvidar de sua capacidade. Deixe apenas o que importa nos slides e complemente o assunto durante a apresentação.

Encher o slide de texto

Imagine você acompanhar o que o palestrante está falando e ainda ter que ler um slide abarrotado de texto? Simplifique! Escreva apenas o que for necessário nos slides. Opte por uma comunicação direta e objetiva. Quer uma dica? Faça textos como se estivesse escrevendo uma postagem no Twitter!

Escolher uma fonte pequena e cores que não combinam

E quando você acompanha o texto em um slide que as cores não combinam, a fonte é pequena, difícil de ler e a cor do fundo da tela também não ajuda? É importante ficar atento na composição do slide, para que o público não preste atenção em outros detalhes sem ser no texto. Na dúvida, opte pelo básico preto e branco. Melhor investir em uma apresentação simples e sofisticada do que em um carnaval de cores que pode causar desconforto. Uniformidade visual é tudo.

Infantilizar o público

Durante o webinar, lembre-se que você está falando com adultos (na maioria dos casos). Portanto, não infantilize seu público. Estimule as perguntas de forma inteligente, não com “alguém tem alguma dúvida?”. Cuide para não falar o que é óbvio e para não fazer brincadeiras ou usar gírias que não tenham a ver com sua audiência. Bom senso sempre!

Falar sempre no mesmo tom

Use a emoção para deixar os participantes atentos. Fale pausadamente e com clareza. Saiba usar a sua voz para mostrar que o assunto daquele momento é importante e que requer atenção. Um palestrante que fala sempre no mesmo tom é chato e dá sono…

Não ser criativo

Criatividade é fundamental na hora de fazer uma apresentação. Se você acha que deve disponibilizar um material extra, com dicas de filmes e livros para os participantes, disponibilize! Se deseja interagir com eles de uma forma diferente, faça! Tente, experimente! É a forma como você se relaciona com o público e as experiências diferentes que você proporciona que os levam a lembrar da apresentação e indicar a outras pessoas. 😉 Agora, coloque as dicas em prática e faça seus webinars! Acesse nosso site e veja como é fácil.

https://www.eventials.com/sistema-transmissao-de-palestras-online/?utm_source=banners-blog-palestras&utm_medium=banner&utm_campaign=eventials-blog-banner-palestras

Utilize o Creative Commons para as mídias da sua apresentação

Preparar uma apresentação de qualidade exige esforço e empenho. Muitas vezes não se tem o domínio da estética para desenvolver as imagens ou elementos gráficos. Por causa disso recorremos ao que já existe pronto na internet. O problema é que, mesmo sem querer, utilizamos materiais registrados e quebramos o direto autoral das peças. Na maior parte dos casos essas atitudes não geram consequências, mas, legalmente, estamos em desacordo e podemos enfrentar problemas por isso. 

Uma boa forma de evitar o incômodo é buscar conteúdo de mídia com as licenças Creative Commons. Garantindo assim de estar utilizando um material em concordância com o criador original e desenvolvendo seu webinar dentro dos limites legais. Esse tipo de licença tem o propósito de fornecer bens comuns em formato digital. Facilitando a cópia, distribuição e edição dos arquivos. 

 Por meio dessas licenças o criador da mídia pode deixar seu material disponível a um terceiro, com ou sem restrições. É o principio colaborativo que a internet nos permite vivenciar. 

 Tipos de Licenças – Creative Commons  

Atribuição 

Distribuir, editar ou criar obras derivadas mesmo que para fins comerciais contando que dê créditos pela obra original. 

Compartilhamento pela mesma licença (BY-SA)

Editar, adaptar ou criar obras derivadas mesmo que comercial, dando os devidos créditos ao autor e licenciar a obra sob os mesmos termos.

Não as obras derivadas (BY-ND)

Redistribuição, válido para fins comerciais e não comerciais desde que seja redistribuída sem alterações e completa com os créditos dados ao autor. 

Uso não comercial (BY-NC)

Remixar e adaptar referenciando o autor desde que não seja com fins comerciais. 

Uso não comercial – Compartilhamento pela mesma licença (BY-NC-SA)

Remixar e adaptar referenciando o autor desde que não seja com fins comerciais. As novas criações devem seguir os mesmos parâmetros. 

Uso não comercial – não as obras derivadas (BY-NC-ND)

Permite compartilhar desde que referenciando o autor e sem propósito comercial. 

Contando com ajuda dos materiais licenciados por Creative Commons você pode tornar suas apresentações e postagens totalmente legais e ainda divulgar o material dos outros. Como sugestão você pode acessar o photopin e fazer a pesquisa com imagens que cumpra esse critério.