Como usar Mapas Mentais para Produzir seus Webinars

Sabe quando nos pegamos desesperados ao ter que desenvolver um novo projeto, enfrentar um desafio ou resolver um problema sem ter a mínima ideia de como fazê-lo?

Então, e se eu te disser que existe uma forma de esquematizar suas ideias e organizar suas tarefas, um método que te ajudaria a automatizar o processo de planejamento e operação. Você acreditaria?

É exatamente essa a proposta de planejamento e organização que o conceito dos Mapas Mentais se propõe a resolver. Nós estamos utilizando esse modelo nas nossas atividades e tem ajudado bastante. Por isso resolvemos compartilhá-lo com você!

O que são Mapas Mentais

Mapas mentais, como bem diz o nome, são guias físicos ou virtuais que ajudam a nos localizar, a encontrar melhores caminhos e a memorizá-los de maneira mais eficiente.

Seja através de um webinar, aplicativos que ensinam novas línguas ou documentários. Através deles é possível estudar, organizar ideias, produzir textos e conteúdos com muito mais facilidade. Continue lendo

Como engajar meu público após realizar um webinar?

Pensar no tema, criar o roteiro, testar os equipamentos e realizar o webinar. Pronto? Não.
Se você pensa que só isso é capaz de reter e engajar seu público, está enganado. Não basta apenas entregar informações relevantes para quem você deseja atingir, também é preciso pensar em estratégias para continuar o vínculo após a apresentação online, afinal os usuários precisam lembrar de sua marca para comprar os produtos/serviços que ela oferece.

Continue lendo

6 dicas para transformar um webinar bom em um evento extraordinário

Mesmo que o resultado de seu primeiro webinar tenha sido positivo, provavelmente você deve ter anotado alguns pontos para melhorar nas próximas apresentações, certo?
Acredite: um detalhezinho aqui, outro ali faz diferença e, o que já era bom pode ficar ainda melhor.

Mas, se não teve tempo de analisar a performance das palestras, não se preocupe. Preparamos algumas dicas para que você já aplique nos próximos webinars e crie um conteúdo extraordinário. Confira:

1 – Atuação nas redes sociais:

As mídias digitais são boas aliadas na divulgação de um webinar. Use-as para interagir com seu público. Dez dias antes da apresentação, publique sobre o evento nas mídias. Utilize grupos do Facebook e WhatsApp, por exemplo, para compartilhar assuntos que tenham a ver com o tema do webinar.

Inicie debates e levante dúvidas que poderão ser respondidas online; aproveite e também pergunte sobre como eles gostariam de receber essas informações pós-webinar. No dia do evento, interaja ao máximo! Faça tweets, engaje e anime os participantes para que eles não se esqueçam de assistir – essa também é uma forma de “quebrar o gelo”.

2 – Crie uma hashtag própria para o webinar:

Agora que você já sabe que as redes sociais têm papel fundamental na estratégia de divulgação de sua palestra, aproveite e crie uma hashtag para que os participantes usem durante o webinar. Pense em algo fácil, que tenha a ver com o tema e seja criativo.

Pense em uma combinação fácil, que tenha a ver com o tema e seja criativa. Ao utilizar esse recurso você também consegue monitorar melhor as perguntas e sugestões do público no Facebook, Twitter e outras redes.

3 – Pense em convidados:

O que você acha de convidar alguma referência no tema em que você está abordando para participar e responder às perguntas do público? Pense em alguns nomes e convide-os. Uma apresentação no estilo talk-show pode motivar e trazer questionamentos importantes de quem está acompanhando. Essa também é uma forma de fazer do seu webinar algo diferente. 😉

4 – Invista em materiais visualmente atrativos:

Surpreenda seu público! Desenvolva materiais complementares ao assunto abordado em seu webinar. Crie um bom conteúdo, com informações relevantes, que agreguem conhecimento ao usuário. Invista em um material visualmente atrativo,  com fontes e cores que facilitem a leitura. Exercícios, e-books, lista de referências…Muitas são as informações que podem ser compartilhadas e essa é uma forma de engajar e reter os participantes.

5 – Divida a apresentação online em “blocos” de conteúdo:

Precisa falar sobre muitos assuntos? Uma forma de englobar vários temas ou conteúdos dentro de um webinar é separá-lo em blocos. Elenque os tópicos e estabeleça um tempo para cada. Essa é uma forma diferente de realizar uma apresentação online e informar o público de uma forma mais direta e objetiva. Outra opção é separá-lo em uma série e, a cada vídeo ensinar ou conversar sobre uma parte do tema.

6 – Coloque sua criatividade em prática:

Para levar seu webinar de bom a um nível melhor, a criatividade deve ser sua amiga. Crie cupons de descontos para que os participantes tenham acesso aos produtos e serviços de sua empresa por um preço mais baixo; pense em um sorteio de brindes, em alguma interação diferente, que eles precisem utilizar as redes sociais para responder.

Crie convites para os próximos vídeos. E, se você canta, interpreta ou toca algum instrumento musical, por que não utiliza esse talento para chamar ainda mais a atenção? Não tenha medo, fazer diferente é uma forma de ser lembrado!

Fique de olho nesses detalhes e melhore sua performance nos próximos webinars. Transforme suas palestras em apresentações extraordinárias!
Só não se esqueça de nos contar sobre os resultados, viu? 🙂

CTA Palestra Faça um teste grátis

Descubra o que você não deve fazer ao realizar seu webinar

Se você quer investir em webinars, provavelmente deve ter pesquisado e lido materiais sobre a escolha do tema, como deve criar um roteiro, quais são os equipamentos necessários, decoração do ambiente, roupas que deve usar e outros assuntos, certo?

Mas você já sabe o que não fazer em um webinar? 
Mesmo tendo noção do que é importante para transmitir um evento, também é importante ficar atento a inconvenientes que podem atrapalhar sua desenvoltura. Portanto, organize sua agenda e deixe um tempinho para treinar a apresentação, revisar os textos dos slides e testar os equipamentos. 

É melhor prevenir do que remediar” – e, se esse ditado é transmitido de geração para geração, ele tem algum fundamento. Descubra o que não fazer em uma palestra online:

Ler slides

Na Eventials você transmite seu webinar e disponibiliza slides para que o público consiga acompanhar os tópicos da apresentação enquanto você fala. Mas algumas pessoas, às vezes por nervosismo ou por não ter ensaiado o suficiente, acabam se agarrando às telas e lendo o que está nelas. É preciso lembrar que o que você escreveu serve apenas de apoio para lembrar o assunto posterior.

Quando você só lê o que está no slide e não traz nenhuma informação nova, nenhum conhecimento seu, exemplos práticos, pode causar má impressão e levar os participantes a duvidar de seu profissionalismo. 

Muito texto nos slide

É importante se colocar no lugar do participante e pensar na experiência dele durante o webinar. Imagine acompanhar o conteúdo e as dicas que o palestrante está falando e, ainda por cima, uma tela cheia de texto? Confuso.

Simplifique! Deixe apenas o que for necessário nos slides; opte por uma comunicação direta e objetiva. Escrever como se estivesse postando no Twitter é uma técnica e, se for pouco espaço para muita informação, disponibilize um material de apoio para seu público fazer o download. 

Fontes pequenas e cores que não combinam

Novamente falando sobre slides, fique atento ao layout das telas. Escolha cores que combinem e não sejam desconfortáveis para os olhos de quem está do outro lado da tela. A composição do slide é importante e um ponto extra.

Opte por uma fonte visualmente agradável e fácil de ler; a numeração também precisa ser levada em conta. Uniformidade é importante. É melhor investir em uma apresentação simples, com fundo branco e fonte preta, do que usar muitas cores e causar incômodo. Na dúvida, preto e branco é a melhor pedida. 

Falar sempre no mesmo tom

Use a emoção para deixar os participantes atentos. Fale pausadamente e com clareza. Saiba usar a sua voz para mostrar que o assunto daquele momento é importante e requer atenção. Um palestrante que usa sempre o mesmo tom de voz é chato e deixa o público com sono.

Infantilizar o público

Durante o webinar, lembre-se de que você está falando com adultos (na maioria dos casos). Portanto, não infantilize seu público. Estimule as perguntas de forma inteligente, não com “alguém tem alguma dúvida?”. Cuide para não falar o que é óbvio e para não fazer brincadeiras ou usar gírias que não tenham a ver com sua audiência. Bom senso sempre!

Ter medo de ser criativo

Criatividade é fundamental na hora de fazer uma apresentação. Se você acha que deve disponibilizar um material extra, com dicas de filmes e livros para os participantes, faça!
Se deseja interagir com eles de outra forma, faça! Tente, experimente! É a forma como você se relaciona com o público e as experiências diferentes que você proporciona que os levam a lembrar da apresentação e indicar para outras pessoas. 😉

Coloque nossas dicas em prática e desenvolva seus webinars. Estamos torcendo para que seu canal tenha cada vez mais visualizações e que você consiga captar mais clientes. 

Lembre-se de verificar se a internet está funcionando corretamente, se a iluminação está adequada para a transmissão e, em caso de dúvidas sobre equipamentos, em nosso blog você descobre quais são as câmeras e os microfones mais indicados para uma palestra online. 

Boa sorte! 
Sucesso!

6 dicas inspiradoras de Mary Kay Ash para treinamentos online

Provavelmente você já leu, viu ou ouviu algo sobre Mary Kay Ash ou sobre a marca que leva seu nome. Seu estilo de liderança é famoso, assim como a linha de produtos que é vendida em mais de 35 países. Mary Kay é uma das empreendedoras mais conhecidas do mundo e tem lições valiosas para líderes, para aqueles que sonham em abrir o próprio negócio e até para quem pensa em criar webinars, cursos e treinamentos online.
De vendedora a empresária de sucesso:

Quando seu marido foi para a segunda guerra mundial, Mary vendia livros de porta em porta. Ao voltar, os dois se divorciaram e ela decidiu empreender por conta própria. Abriu sua empresa com apenas US$ 5 mil dólares e, por inovar, virou referência no mundo corporativo. Como ela conseguiu chegar ao topo? O segredo foi se basear na Regra de Ouro: Trate os outros como gostaria de ser tratado.

No livro The Mary Kay Way: O estilo de liderança de uma das maiores empreendedoras norte-americanas, escrito pela própria, conferimos lições importantes para qualquer profissional. Por isso selecionamos 6 dicas inspiradoras que também podem ser aplicadas em seu treinamento online:

1 – Você constrói junto com as pessoas

Quando nos colocamos no lugar do outro, conseguimos identificar suas necessidades e o que é importante oferecermos. Com isso sua marca cresce, seu conteúdo/produto melhora e você tem a oportunidade de acertar ainda mais. Ao preparar uma palestra, treinamento online ou webinar, pense em seu público; no que você gostaria de aprender, de experimentar se estivesse assistindo.

2 – Faça-me sentir importante

Outra forma de construir sua apresentação é colocando-se no lugar do internauta e pensar em como seria possível interagir com o apresentador, acrescentar seu ponto de vista e contribuir com as informações que o palestrante está compartilhando. Se você perceber que há espaço para essa colaboração, instigue os participantes! Ouça-os, mostre que você quer saber a opinião deles e que eles têm voz. Afinal, seu público é importante e ele deve saber disso.

Agende seu primeiro treinamento. Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

3 – Ajude outras pessoas a conseguirem o que querem e você conseguirá o que quer

Mary Kay acredita que ao compartilharmos o que sabemos com os demais e, com isso, os ajudando a crescer e a conquistarem o que desejam, nós também crescemos. Suas palestras podem ajudar muitas pessoas. Se as dicas que você deu forem colocadas em prática e se o participante tiver sucesso, ele ganha por conseguir o que queria e você por ver o crescimento dele e saber que contribuiu para isso.

4 – O entusiasmo move montanhas

Outra dica de Mary Kay é fazermos tudo com entusiasmo. Para ela quando nos empolgamos e fazemos o nosso melhor tudo pode acontecer. Por isso, ao oferecer um treinamento online ou algum curso pela web, ensine, passe suas dicas, seus ensinamentos com muito entusiasmo, com alegria, com empolgação. As pessoas percebem isso e tendem a ficarem motivadas também.

5 – Arrisque-se

Por que não começar seu webinar cantando/tocando uma música ou declamando uma poesia? São formas diferentes de apresentar um conteúdo e engajar o público. Não tenha medo de exercitar sua criatividade na web. Arrisque-se!

6 – Não descanse sobre os louros do seu trabalho

Seu treinamento foi um sucesso? Os participantes indicaram seus cursos e conteúdos para os amigos, colegas, familiares? Que ótimo, parabéns para você! Só não se acomode. Procure sempre estudar, estar atualizado e pensar em como informar seu público de uma forma pertinente e criativa. E, depois de terminar sua transmissão, não deixe de pensar no que poderia ter feito melhor.
Legais as dicas, não é mesmo? Na Eventials você também confere treinamentos online e gratuitos sobre consultoria e produtos Mary Kay. Essa é a chance de você assistir e aprender mais sobre beleza e cuidados com a pele ou até mesmo para criar um webinar e compartilhar seu conhecimento com muitas pessoas. 😉

Guia de Treinamento Corporativo Online

HSM Expomanagement 2015: as principais tendências sobre gestão

E, se durante três dias você pudesse descobrir quais são as tendências e conceitos mundiais em gestão e conferir palestras com nomes importantes da área? Seria muito bom para sua vida profissional, não é mesmo?

Essa é a proposta da HSM Expomanagement 2015, que ocorre entre os dias 9, 10 e 11 de novembro, na Transamérica Expo Center, em São Paulo. Se você ficou interessado, mas não poderá comparecer ao congresso, a Eventials transmitirá online 12 palestras apresentadas.

 

Confira algumas delas:

Davi x Golias: a arte de enfrentar gigantes

Malcolm Gladwell é autor dos best-sellers O Ponto da Virada, Blink, Outliers e Davi e Golias. Seus livros já venderam mais de 20 milhões de exemplares e ele foi eleito uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, pela Time Magazine.

O escritor é conhecido por suas teorias e conceitos sobre o comportamento humano que tem revolucionado o cotidiano empresarial. As teorias de Malcolm, segundo o New York Times, podem ser usadas com eficácia para transformar produtos em grandes best-sellers e até mesmo modificar o comportamento humano.

The Lean Startup: como os melhores empreendedores usam a inovação contínua para criar negócios radicalmente bem-sucedidos

Eric Ries é autor do livro Startup Enxuta, best-seller do New York Times, e pioneiro do movimento Lean Startup – uma nova abordagem de negócios que está mudando a construção de empresas e o lançamento de novos produtos.

O movimento é inspirado por lições de produção enxuta, tendo como base a “aprendizagem validada”, experimentação científica acelerada e em práticas contra intuitivas que encurtam o ciclo de desenvolvimento de produtos, medindo o progresso efetivo e esclarecendo o que de fato os clientes querem.

Crescimento e lucratividade através da inovação disruptiva

O Consagrado professor da Harvard Business School e especialista mundial em estratégias de inovação e crescimento, Clayton Christensen, foi eleito duas vezes seguidas o mais influente pensador vivo de gestão do mundo pela Thinkers 50.

Com seu livro O Dilema do Inovador, revolucionou o pensamento sobre gestão e explora um paradoxo um tanto radical: grandes corporações fracassam porque tomam decisões corretas em situações erradas.

Whole Foods: sustentabilidade e resultados na prática

Walter Robb é coCEO da empresa Fortune 500, líder mundial em comida saudável e criadora do movimento global Capitalismo Consciente. A paixão do empresário por produtos orgânicos nasceu há mais de 40 anos, devido a experiência como varejista e agricultor. Sua expertise e sagacidade para negócios foram reconhecidas na Whole Foods Market e, dois anos mais tarde, foi promovido a presidente da região Noroeste Pacífico, nos Estados Unidos. Depois, passou a vice-presidente executivo de operações, até chegar a coCEO da empresa.

Cirque du Soleil: liderança criativa na reinvenção do seu negócio

Daniel Lamarre é presidente e CEO do Cirque du Soleil. Ele é responsável por promover o equilíbrio entre a estratégia global da empresa (em cinco continentes), seu crescimento e estabilidade financeira e a integridade de sua cultura e valores.

Entre suas maiores realizações estão a criação de um espetáculo baseado em uma canção dos Beatles – Love  – e a celebração da vida e obra de Michael Jackson – One. Lamarre lidera mais de 4 mil colaboradores, mais de 50 nacionalidades e 25 idiomas diferentes.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o evento? Descubra os valores e quais são os outros palestrantes clicando aqui.

 
 

Dicas de como melhorar seu marketing pessoal

Posso lhe contar uma história? Prometo que não vou demorar.

É sobre o Marcelo, um amigão meu que quer porque quer ser promovido, mas não consegue. O pior é que acompanho a trajetória dele há um bom tempo, fomos colegas no ensino médio, estava na turma dele na graduação e o cara é fera mesmo! Ele ganhou um prêmio por um projeto de inovação na universidade e fez uma redação que o levou para Londres! Ele fala quatro idiomas, sabe se comunicar, é proativo, veste a camisa da empresa, é o primeiro a estar no escritório e o último a sair. Os clientes adoram ele e, os chefes, também. Só que…

Bem, aposto que até você gostou do Marcelo e percebeu que ele é um profissional competente e merece um aumento. Mas o Celo tem um problema que o impede de conquistar o que ele quer. O cara simplesmente não sabe se autopromover. Sim, isso mesmo. Os chefes dele nem imaginam que ele é tudo isso e, no fim, passam as oportunidades para outros colaboradores da empresa.

Eu até conversei com meu amigo sobre isso, falei que está na hora de se valorizar, se impor e contar para as outras pessoas o que já fez, mas ele disse que tem medo que o achem um tanto arrogante e “metido”.

Percebi que isso acontece não só com o Marcelo, mas com muitos outros colegas e, confesso que até comigo em muitos casos. Mas como fazer um bom marketing pessoal sem parecer prepotente? Lembrei de um artigo publicado no portal Admnistradores e selecionei algumas dicas para enviar ao Marcelo e a quem mais esteja com o mesmo problema.

Não basta apenas dar o seu melhor na empresa.

É preciso que as pessoas saibam o que você faz e que você seja conhecido por algum ponto específico. Também é importante ter um bom relacionamento com os colegas, já que, se você entende muito sobre determinado assunto e eles souberem disso, vão indicá-lo para outras tarefas. Esteja sempre disposto a aprender e a ajudar; elogie seus colegas, esteja sempre ao lado deles e ajude sua equipe a ter uma boa imagem.

Converse sobre os projetos que você está desenvolvendo no momento.

Peça ajuda se necessário, troque uma ideia com seus amigos e mostre-se entusiasmado com o progresso que está fazendo.

Voltando ao Marcelo, ele sempre foi criativo e muito curioso.

Nunca teve medo de inovar, fazer cursos sobre outras áreas, viajar e assumir outras responsabilidades. E o mais legal é que as pessoas percebem isso. Quando abrimos nosso campo de visão, as possibilidades dobram, ficamos mais produtivos e os chefes percebem.

Conheça a si mesmo.

Quando você sabe quais são seus pontos fortes, falhas e limites, fica mais confiante e pronto para falar sobre si e seu trabalho, se autopromovendo com segurança.

Não tenha medo de falar sobre o que você faz.

Se as pessoas não souberem sobre o seu trabalho, os cursos que têm feito, os lugares que visitou e as experiências profissionais que teve, como você quer conquistar uma vaga melhor?

Lembre-se sempre que a humildade vem em primeiro lugar e que você não sabe tudo. Se disponha a aprender mais e a compartilhar sua bagagem de vida com os demais.

Quando Marcelo leu as dicas, começou a colocá-las em prática no mesmo instante. Lembro de tê-lo encontrado para um café cerca de um mês depois e, para minha surpresa e felicidade, ele havia conquistado a vaga que queria. Seus colegas de trabalho não o viam como um “se achão”, como ele imaginava, pelo contrário, adoravam conversar e aprender com ele. Foi mais uma questão de autoconfiança, de saber o que falar, no melhor momento e para quem falar.

Viu só? Se o Marcelo conseguiu, você também pode melhorar seu marketing pessoal e conquistar voos maiores. O que está esperando para seguir essas dicas? Esperamos poder contar a sua história futuramente. 😉

https://www.eventials.com/software-webinars-capturar-leads/?utm_source=banners-blog-marketing&utm_medium=cpc&utm_campaign=eventials-blog-banner-marketing



O que não fazer em uma apresentação online

 Depois de acessar o site da Eventials, de pesquisar sobre o funcionamento dos webinars e perceber como eles podem ajudar nas vendas de sua empresa e a capturar bons leads, você resolve investir e criar o seu.

Depois de definir o tema de sua apresentação e criar o roteiro, é preciso ensaiar para que tudo ocorra bem no dia. Só que para isso é preciso estar atento a alguns errinhos que podem prejudicar sua performance e transformar o seu webinar em um vídeo chato de assistir. E, claro que você não quer que isso aconteça, não é mesmo? Então confira as nossas dicas:

Ler slides

Na Eventials você pode disponibilizar slides para que o público acompanhe os tópicos de sua apresentação enquanto você fala. Mas lembre-se de que ele deve servir apenas como um apoio. Não leia o que está nas telas, isso não causa uma boa impressão e pode levar o público a duvidar de sua capacidade. Deixe apenas o que importa nos slides e complemente o assunto durante a apresentação.

Encher o slide de texto

Imagine você acompanhar o que o palestrante está falando e ainda ter que ler um slide abarrotado de texto? Simplifique! Escreva apenas o que for necessário nos slides. Opte por uma comunicação direta e objetiva. Quer uma dica? Faça textos como se estivesse escrevendo uma postagem no Twitter!

Escolher uma fonte pequena e cores que não combinam

E quando você acompanha o texto em um slide que as cores não combinam, a fonte é pequena, difícil de ler e a cor do fundo da tela também não ajuda? É importante ficar atento na composição do slide, para que o público não preste atenção em outros detalhes sem ser no texto. Na dúvida, opte pelo básico preto e branco. Melhor investir em uma apresentação simples e sofisticada do que em um carnaval de cores que pode causar desconforto. Uniformidade visual é tudo.

Infantilizar o público

Durante o webinar, lembre-se que você está falando com adultos (na maioria dos casos). Portanto, não infantilize seu público. Estimule as perguntas de forma inteligente, não com “alguém tem alguma dúvida?”. Cuide para não falar o que é óbvio e para não fazer brincadeiras ou usar gírias que não tenham a ver com sua audiência. Bom senso sempre!

Falar sempre no mesmo tom

Use a emoção para deixar os participantes atentos. Fale pausadamente e com clareza. Saiba usar a sua voz para mostrar que o assunto daquele momento é importante e que requer atenção. Um palestrante que fala sempre no mesmo tom é chato e dá sono…

Não ser criativo

Criatividade é fundamental na hora de fazer uma apresentação. Se você acha que deve disponibilizar um material extra, com dicas de filmes e livros para os participantes, disponibilize! Se deseja interagir com eles de uma forma diferente, faça! Tente, experimente! É a forma como você se relaciona com o público e as experiências diferentes que você proporciona que os levam a lembrar da apresentação e indicar a outras pessoas. 😉 Agora, coloque as dicas em prática e faça seus webinars! Acesse nosso site e veja como é fácil.

https://www.eventials.com/sistema-transmissao-de-palestras-online/?utm_source=banners-blog-palestras&utm_medium=banner&utm_campaign=eventials-blog-banner-palestras

Descubra como ser convincente ao colocar suas ideias

Nós sabemos que é um pouco difícil expor opiniões, seja nas redes sociais, em família, ou entre amigos. Também sabemos que em alguns casos é importante que você fale o que realmente acha sobre determinado assunto – e essas situações geralmente estão atreladas ao trabalho.

 

Defender suas ideias em uma reunião com clientes ou chefes, nem sempre é fácil. Mas, de acordo com o portal Lifehacker, alguns truques podem facilitar e lhe ajudar a “vencer a discussão” com bons argumentos. Saiba quais são eles:

Acredite em você:

Como expor suas ideias e querer convencer seu cliente/chefe quando nem você acredita no que está falando? Para argumentar bem é preciso confiar em si, já que, mesmo estando inseguro, passará a impresso de que sabe o que está falando. Portanto, aja com confiança!

Conheça o assunto:

Ok, já vimos que confiar em si é essencial, mas não é tudo. O conhecimento é o que valida um argumento, então, antes de defender suas ideias, prepare-se! É importante estudar, dar uma pesquisada sobre o assunto ou conversar com pessoas mais experientes. E, claro, quando sabemos sobre o que estamos falando/fazendo, a confiança aumenta. 😉

Seja educado:

Se o seu cliente ou chefe discorda da sua opinião, ouça o que ele tem a dizer com atenção e argumente com educação e respeito. Não corte a fala dele, interrompendo seu raciocínio, e não faça movimentos de negação enquanto ele estiver explicando o porquê de não concordar com você. Tenha calma e seja educado. Simples assim.

Tenha foco:

Em uma discussão, algumas pessoas tendem a mudar o tema da conversa, dificultando ainda mais. Focar no tema pode determinar a vitória de um argumento, mas se os argumentos forem acabando, não seja um chato, voltando sempre para o assunto. Saiba perder – ou ganhar.

Quem concorda com você?

A maioria faz a diferença sim! Em uma discussão de sala de aula, na faculdade, por exemplo, quando um grupo maior defende um ponto de vista, ele tende a ganhar. Portanto, ao expor sua opinião e defendê-la, conte com pessoas que concordem com você.

Vencedor ou perdedor? Será?

Entre as dicas publicadas no site, está uma reflexão sobre o conceito de vencer e perder. Se uma pessoa não concorda o que você pensa, você não pode mudar a mente dela, mas pode mudar a sua. Como assim? Simples!  Em alguns casos, vencer pode significar a resolução de um conflito pacificamente, ou adquirir conhecimento por meio de outras opiniões que seu adversário expôs. Tudo depende da forma como você encara.

Sua voz pode indicar se você é uma pessoa poderosa

Descobrimos quem está “no comando” por causa da voz.

Ao menos é o que aponta uma pesquisa publicada pelo periódico Psychological Science. Segundo o estudo, quando estamos em uma posição de poder nosso tom de voz muda e as pessoas percebem isso.

Sei Jin Ko, líder da pesquisa, da San Diego State University, conta que a alteração no tom de voz pode determinar nossas relações, como as de pai e filho, vendedores e consumidores e, até mesmo, as negociações entre chefes de estados.

Quem impulsionou a pesquisa foi ninguém mais do que Margaret Thatcher, a ex-primeira-ministra britânica. Ao saber que a “Dama de Ferro” havia passado por treinamentos vocais para fazer valer a sua autoridade, o psicólogo e sua equipe decidiram explorar como o poder é capaz de alterar a voz das pessoas e se os ouvintes conseguem assimilar essa mudança.

Para chegar ao resultado dois testes foram feitos. Primeiro os pesquisadores convidaram 161 estudantes para lerem passagens – alguns como se fossem chefes inseguros e outros como líderes confiantes. Depois a equipe comparou as gravações e percebeu que as vozes dos “poderosos” eram mais marcantes e monotônicas, como nos treinamentos da “Dama de Ferro”.

Atraia leads qualificados! Teste a Eventials gratuitamente! – Clique aqui

No segundo teste, os estudiosos mostraram as gravações para um grupo de controle. Os participantes listaram quem parecia e quem não parecia ser um líder. Grande parte das respostas estavam corretas. Logo, os ouvintes percebem quem está no comando.

Em um artigo para o site Época Negócios, Sergio Chaia, ex-presidente da Nextel, traz algumas dicas para potencializar o tom de voz após uma consulta com a coach Bernadette O’Brien. Confira:

Converse com sua voz crítica:

Para a a coach de voz, o melhor caminho é rejeitar a voz interior que diz não ser possível ou que não levamos jeito para algo. Ela aconselha a conversar com essa voz crítica. Como? Comece a sentir seus pés bem fixos no chão e aumente a percepção de cada parte do seu corpo. Concentre-se em sua respiração e coloque as mãos sobre o abdome. Depois sacuda todo o corpo, deixando de lado os pensamentos negativos. Isso lhe ajudará a ser mais solto e autêntico e essa autenticidade irá transparecer em sua voz.

Aqueça sua voz!

Faça como alguns cantores antes dos shows, aqueça a sua voz. Em um lugar isolado, grite várias vezes e conheça a potência e o alcance de sua voz. A especialista indica bater de leve no peito, braços, bochechas e garganta, minutos antes de se apresentar.

Livre-se da boca seca:

Ficar com a boca seca geralmente acontece antes de se apresentar e isso significa que você está nervoso. Ao colocar os lados da língua nos dentes de trás, pressionando-a levemente para encorajar a produção de saliva, pode ajudar.

Faça pausas:

Dê uma pausa breve e respire. Elas dão a sensação de que você está construindo a ideia junto com quem está acompanhando a apresentação, o que aumenta o engajamento.

Defina seus objetivos:

Conecte seu tom de voz aos seus objetivos. Defina o que você deseja atingir em cada etapa. Se for falar sobre um novo projeto, aplique um tom mais impactante no começo, aconchegante no meio e decisivo no final. É importante verificar se os tons estão adequados a cada etapa.

Agora que você já percebeu que sua voz é decisiva na hora de fechar um negócio, de conversar com clientes, com o chefe ou para passar a mensagem que realmente deseja, treine e faça dela uma ótima ferramenta de trabalho.

Qual é a importância do vídeo na estratégia do negócio?