Marketing de Conteúdo: como inovar através da Estratégia

Sabemos que a internet tem transformado nossas rotinas e hábitos. Por isso, cada vez mais as empresas têm compreendido a importância de estar no meio digital e de criar conteúdos relevantes para atingir o público alvo.

O Marketing de Conteúdo, possui o objetivo de aproximar o cliente do seu negócio. Apesar dessa estratégia ter ganhado popularidade agora, não é um método recente. 

Ela já existe há muito tempo, antes mesmo o surgimento da internet, podemos ver suas primeiras manifestações em 1885, quando John Deere, ferreiro americano, criou a revista “The Furrow”, com objetivo de compartilhar dicas atualizações sobre a área.

Atualmente, o Marketing de Conteúdo, tem sido uma ferramenta essencial para a sobrevivência de diversos negócios, principalmente, em tempos de crise.

O grande objetivo do Marketing de Conteúdo é educar o cliente a fechar negócio com você.

O tal do Marketing de Conteúdo

Você já sabe que é extremamente importante criar conteúdos relevantes, ainda mais em dias em que a internet é vista como uma fonte de respostas. 

“Dá um google”, tornou-se parte da rotina de todos, afinal, a maioria da população humana está conectada. E com o avanço da tecnologia, podemos acessar informações do mundo inteiro de qualquer lugar.

Por isso, independente do ramo e setor do negócio, o marketing de conteúdo é uma estratégia capaz de abrir portas para novas oportunidades.

Ela se aplica a diversas áreas, desde a agência de Marketing até clínicas odontológicas.Por exemplo, caso uma pesquise por clareamento dental valor, implante de dente valor ou quanto custa um implante dentário, ela procura respostas de especialistas na área. E é nesse momento, que a clínica pode aplicar a estratégia.

Porém, um texto bem produzido pode até atrair um número elevado de tráfego, mas isso não é sinônimo de que terá o mesmo resultado quanto à conversão.

Por isso, além de saber como funciona um estratégia de Marketing de Conteúdo, é preciso saber inovar na área.

Saber quais são os melhore métodos que farão que o o seu conteúdo chegue até o público, e quais são as técnicas  que faça com que a mensagem seja bem recebida pelo usuário.

Formatos de Conteúdo

Como falamos anteriormente, o marketing de conteúdo vai muito além do que apenas escrever textos para o blog.

Para uma boa estratégia, é preciso usar um conjunto de formatos que sejam atraentes para o usuário.

Os blog posts são eficientes, mas dependendo do público é preciso inovar e alternar com outros formatos de conteúdo, como:

  • E-books;
  • Infográficos;
  • Videocasts;
  • Podcasts.

Como conseguir novas idéias de conteúdo?

Se você produz conteúdo, provavelmente já se deparou com o famoso “bloqueio criativo”. Depois de tanta pesquisa e textos, o cérebro parece entrar em um estado de transe e estagnar nisso por um bom tempo.

Para alguns, isso pode ser simplesmente desesperador, mas não se preocupe. Trouxemos algumas dicas valiosas que podem te ajudar a “desbloquear”.

Veja agora!

Use os blog gringos como referência

Primeiramente, precisamos de referências. Acompanhar blogs internacionais do mesmo segmento, permite que você amplie diversas abordagens e interpretações de um mesmo assunto, tanto sobre o conhecimento, quanto no quesito estética.

Vale mencionar que, não estamos falando para dar um “Ctrl C e Ctrl V” e assinar embaixo, de forma alguma, mas tentar extrair aquilo que você ache interessante e se inspirar neles.

Converse com outras pessoas

Procure ter contato com outra pessoas da mesma área ou até mesmo de outros setores. Não apenas de empresas diferentes, mas dentro da própria equipe. Conversar com pessoas que lidam direto com o público final, ver quais são suas maiores dificuldades no atendimento ou quais são as dúvidas mais frequentes.

Conversar com líderes de outros setores pode ser extremamente enriquecedor e te render diversas idéias.

Fique de olho na concorrência

A concorrência também pode ser uma boa fonte de novas idéias. Procure saber o que elas estão fazendo, como interagem com o seu público, e como apresentam os seus conteúdos.

Por exemplo, caso o seu blog seja sobre odontologia, você pode observar como eles abordam o assunto sobre extração de dente, por exemplo. 

Você deve encontrar as deficiências e os pontos fortes, para que possa explorá-los, criando um conteúdo ainda melhor.

Novamente, vale lembrar que referência não é cópia. Por isso, não copie textos, trechos e nem imagens. Além de ser ruim para a sua imagem, o seu blog pode sofrer penalizações e até ser excluído.

Para ter resultados ainda melhores

Recicle conteúdos

Uma dica muito útil e que pode ser otimizar o tempo, é reaproveitar materiais que já foram publicados.

Por exemplo, um série blog posts podem virar um e-book ou um podcast. Ou, um ebook pode virar uma série de vídeos com dados atualizados.

Não há limites, seja criativo e estratégico!

Atualize conteúdos publicados

Outra dica que pode impulsionar os resultados de um blog post antigo, é sempre mantê-lo atualizado.

Marque uma data em sua agenda apenas para revisar os post anteriores, confira os links, atualize as informações e se possível incremente com um vídeo, um infográfico ou até mesmo com um podcast sobre o assunto.

Isso irá potencializar os resultados de um texto já publicado.

Invista em uma produção de qualidade

Além de, ter um conteúdo rico, é preciso ter elementos que possa atrair o leitor. É comprovado que conseguimos compreender melhor quando associamos a uma imagem.

Por isso, invista em infográficos, imagens explicativas, gráficos e fotos com boa qualidade. 

Atualmente, é possível encontrar diversas ferramentas online de fácil manuseio, em que é possível criar peças com infográficos com alta qualidade e sem precisar de um design gráfico. Além disso, existem inúmeros bancos de imagens gratuitos.

Saia da caixa

Sabemos que o segredo de uma boa estratégia é a constância, mas isso não significa que a qualidade e a inovação devem ser deixados de lado.

Utilize as dicas que te apresentamos, verá que é possível otimizar o tempo e criar conteúdos cada vez mais atraentes e diversificados.

Agora está na hora de colocar a mão na massa e dizer “adeus” ao bloqueio criativo!

Conteúdo produzido por Ana Laura Ferreira, redatora na Clínica Ideal.

7 Modos de Tornar seus Webinars Mais Interativos

Os métodos de interação virtuais são cada vez mais populares e disseminados. São ferramentas essenciais não só para trabalhos, mas para a comunicação cotidiana com uma infinidade de propósitos e pessoas.

Um webinar (web-based seminar, ou “seminário baseado na web”) é uma conferência/videoconferência online, geralmente com propósitos educativos, geralmente com interações do público via chat online.

Há programas voltados para realizar webinars e também plataformas da web voltadas para este propósito. Eles já fazem parte deste universo de comunicação digital e, neste artigo, você vai conferir sete dicas interessantíssimas para torná-los mais interativos.

Então, vamos conferir dicas interessantes para aumentar o dinamismo e a atratividade do seu webinar.

 

  1. Faça uma pergunta (ou várias)

O risco mais sério para a qualidade de interação do seu webinar é deixar seu público de lado, ignorar a participação de quem acompanha sua transmissão. Se as pessoas que assistem seu conteúdo não entenderem o que você está transmitindo, elas podem perder rapidamente o interesse naquilo que você está exibindo.

Isto pode fazer com que seu público saia da sua webinar, causando uma baixa taxa de aderência e fidelização. Então, um dos melhores meios de manter o interesse do seu público é fazer perguntas que servem como elos para manter o interesse das pessoas e fixar, reforçar os conteúdos que você passa.

Você pode fazer perguntas específicas sobre o conteúdo apresentado ou simplesmente perguntar se as pessoas estão entendendo o que você está dizendo e, claro, se elas têm perguntas e dúvidas sobre o tema. Tenha sempre em mente que você depende do seu público e eles são a parte principal da sua transmissão.

Deixe canais de comunicação para que as pessoas possam te contatar mesmo depois da sua transmissão.


  1. Teste seu público e o desafie

Você pode fazer com que seu público tenha uma postura menos passiva fazendo alguns testes. Você pode fazer testes e desafios para seus espectadores como, por exemplo, oferecer vantagens para quem apresentar respostas corretas – isto vai fazer com que seus espectadores prestem mais atenção no conteúdo que você está transmitindo.

Se você passa conteúdos didáticos, esta também é uma ótima forma para que as pessoas que te acompanham possam fixar melhor os conteúdos na memória e, assim, aprender de forma mais dinâmica e interativa.

Os desafios podem ser extensões do webinar também: testes online, quizzes e formulários interativos acessíveis antes, durante e depois das suas transmissões. Isto ajuda a fidelizar seu público não só em relação às suas transmissões, mas a todos os conteúdos que você produz, como um todo.

 

  1. Comece uma discussão, promova um debate

Você também pode iniciar uma discussão com seu público, fomentando uma troca de informações e ideias relativas aos temas que você aborda e, além disto, convidar outros participantes para colaborar com sua transmissão – chamar outros professores e professoras, profissionais, especialistas do tema e pessoas interessantes para, com você, falar sobre os campos e os temas abordados no seu webinar.

Estes debates interativos também são muito importantes para que o público tenha vários pontos de vista e várias interpretações sobre um mesmo tema, tornando a transmissão menos engessada e “homogênea”.

Esta dica também oferece a vantagem de despertar o interesse dos públicos que seguem os convidados que participam do seu webinar, e vice-versa, promovendo um fluxo saudável entre os públicos, tirando-os de suas “bolhas”.

 

  1. Faça uma crítica

Esta é outra sugestão muito interessante para aumentar a interatividade com as pessoas que seguem seus webinars. O público gosta de críticas e, independente do conteúdo que você divulga e os temas que você aborda, fazer críticas é um modo interessante de dar um “tempero” a mais aos seus eventos online.

Faça análises e críticas construtivas sobre livros, vídeos, filmes, músicas, materiais diversos, diferentes pensadores, diferentes correntes e, claro, sobre seus próprios conteúdos.

Mostrar posicionamentos críticos sobre as coisas e os assuntos que você aborda pode causar mais interatividade do que simplesmente repetir conceitos.

 

  1. Desafie seu público

Outro modo muitíssimo interessante de aumentar a interatividade e o interesse do seu público é fazer desafios. Faça com que seus seguidores completem formulários, desafios e testes antes, durante e depois dos seus webinars.

Faça com que as pessoas que te seguem se aprofundem mais nos conteúdos e temas que você transmite, faça com que elas saiam do senso comum e da zona de conforto e se aprofundem cada vez mais nos estudos – estes desafios são uma forma excelente de provocar este processo.

Você também pode oferecer recompensas para estes desafios, como descontos para os produtos e conteúdos que você oferece, participação em eventos fechados, etc.

 

  1. Faça pesquisas

Pesquisas são meios relativamente simples de aumentar a interatividade com seu público. Durante suas webinars, promova pesquisas para incrementar a interação com as pessoas que te seguem.

Além disto, pesquisas são formas interessantes de entender melhor seu público alvo: o que são, o que pensam, como enxergam seu trabalho, quais suas críticas, sugestões e as expectativas deles. Mas, atenção: tente não fazer perguntas óbvias demais ou com opções de resposta muito restritas; quanto mais abrangente a pesquisa, melhor.

 

  1. Faça com que a interatividade aumente o valor dos seus webinars

Quando as pessoas que te seguem percebem que seu conteúdo é interativo e que a opinião delas tem valor, seu conteúdo será compartilhado com mais pessoas, porque uma boa experiência motiva as pessoas a compartilhar com outras.

Então, por exemplo, se você produz bons conteúdos preparatórios para vestibular, as pessoas que te acompanham vão recomendar seus materiais para outras pessoas que também querem e precisam disto. 

 

Dicas importantes de segurança digital

Agora que você conferiu dicas interessantes para melhorar sua interatividade com o público, vale ressaltar que é importante tomar medidas para incrementar sua segurança digital e, claro, a segurança dos seus webinars e a integridade das pessoas que se conectam à sua transmissão.

Ter um bom antivírus, um firewall sempre ativo, sistemas e programas sempre atualizados são alguns procedimentos básicos. Além disto, uma boa VPN grátis também ajuda a melhorar sua segurança e a privacidade das suas atividades online, oferecendo criptografia para seus dados e ajudando a bloquear malwares de vários tipos, melhorando a segurança do envio e recebimento de e-mails para seu público, por exemplo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do site PR Consultancy.

Vídeos e redes sociais são os maiores contribuintes tecnológicos da quarentena.

Enfrentamos desde março de 2020 uma pandemia até então sem precedentes cujo a única coisa parecida tenha sido a gripe espanhola, mas estamos em tempos diferentes, com anos de diferença a frente de tudo o que não tinha no passado.

Uma pandemia que tomou conta do mundo de maneira assustadora gerou várias mudanças em nossas atividades diárias, tais como na forma com que lidamos com tudo isso. 

Qual o motivo que fez o aumento ser tão grande e significativo?

Desde o começo do advento da internet no Brasil, o brasileiro agarrou com as duas mãos o mundo da internet e se recusa a deixá-lo ignorado. 

Somos a geração que brincava com o Paint, isso mesmo, aquela ferramenta de edição que o computador já a manda instalada, e não podemos esquecer de como tomamos conta do Orkut (tempos áureos) em que ultrapassamos os Estados Unidos da América e nos tornamos a maioria em seu uso. Isso já é alarmante para o que ocorre agora.

Após os primeiros 5 anos de 2010, obtivemos acesso a sites e ferramentas de internet até então desconhecidas para todos nós. 

Em plena pandemia, nossa maior fonte de informações e distração vem sendo as redes sociais. Facebook, Twitter, Instagram e Youtube são apenas um dos poucos que vamos citar aqui. 

Em todos esses canais é possível saber e compartilhar informações, conversar com amigos, assistir vídeos e se distrair enquanto toda essa barbaridade pandêmica não acaba.

Mas qual deles tem o maior uso e como são usados?

O Facebook ainda detém a maior parte das pessoas quando se trata de troca de informações e conversação. Os mais jovens e antenados por informação simultânea, recorre ao Twitter. 

O site do passarinho azul na logo é uma distração maravilhosa para aqueles que buscam tirar a cabeça da pandemia um pouco. Munidos de máscaras de proteção na rua, quando temos a oportunidade de estarmos na internet, o Twitter, assim como o Instagram, é nossa escolha certeira.

Adicionamos a isso todas as informações importantes e necessárias para evitarmos o contágio, mas a liberdade e diversão vem com os famosos “memes” que são produzidos na rede social. 

Os memes

Com conteúdo servindo apenas para ser engraçado e fazer rir, as páginas do Twitter estão infestadas de memes que são copiados e compartilhados por todos, em todas as situações. 

Mesmo quando se trata de uma situação preocupante, conseguimos nos distrair com os memes produzidos nas redes sociais.

O WhatsApp, ferramenta já utilizada anteriormente também desenvolve um grande impacto quanto ao número de uso de redes sociais na quarentena.

 Como devemos ficar em casa se possível e muitas pessoas trabalhando através de “home office”, o WhatsApp serve para a troca de informações, contatos em vídeos e para matar um pouco a saudade.

O Instagram parece ter ganho um maior uso quanto tudo isso. As pessoas compartilham sua rotina através do aplicativo e dos stories, e acredite, nunca vimos tantas máscaras em nossas vidas. 

O pessoal realmente capricha e tenta passar por esse momento difícil utilizando do humor e da habilidade de criar coisas novas e interessantes.

Várias startups que já existiam, foram reconhecidas em meio a quarentena como, Zoom, Facebook, Fendel, Instagram, YouTube, WhatsApp, Meme Generator o novo Orkut, ItiMalia, CombuData  o próprio Tik Tok, entre outros. 

 

Vídeos na quarentena

A parte mais engraçada e popular, no entanto, são os vídeos. Quando se trata de redes sociais utilizadas na quarentena, tanto o Youtube quanto o novo e já famoso Tik Tok são os campeões de audiência.

O Youtube ainda permite que se acesse seus vídeos e produza conteúdo. Ótimo para filmes, ver o dia a dia de produtores de conteúdo e serve para relaxar a mente.

O Tik Tok é a grande estrela da quarentena e seu uso é meramente humorístico nos ajudando a rir um pouco em meio a tudo isso. 

Com vídeos curtos de no máximo 15 segundos, os brasileiros estão sendo o público alvo e também o produtor primário. Lá se encontra de tudo, e se a necessidade é rir um pouco e se distrair durante a quarentena, essa é a escolha certa.

Como podemos ver, as redes sociais e vídeos na quarentena estão sendo de uma maneira geral um bem necessário. 

Enquanto isso passa e esperamos pela vacina, nosso melhor antídoto momentâneo é se manter em casa, nos proteger, usar a máscara, lavar as mãos, e abusar dos vídeos e redes sociais durante o período de quarentena.

 

Esse texto foi originalmente escrito por Marcos Viana é um escritor de Brasília e ex-aluno de Medicina pela UNB em 2010. Fez Contabilidade e mercado financeiro na UDF em 2017 e desde então é apaixonado pela escrita e Marketing Digital.

Por que você deve começar a usar o vídeo em sua estratégia de marketing

À medida que a Internet continua evoluindo, você precisa ajustar suas estratégias de marketing para acomodar as maneiras mais novas e inventivas de atrair a atenção de potenciais clientes on-line.

Existem algumas estratégias de marketing que mantêm sua força (pelo menos por enquanto) e elas devem continuar fazendo parte da sua campanha de marketing. Essas estratégias incluem táticas comprovadas como SEO, PPC, email marketing e marketing de mídia social.

No entanto, o vídeo marketing está em ascensão e continua a crescer em popularidade a cada ano que passa. Felizmente, você pode integrá-lo perfeitamente à sua estratégia de marketing existente.

Lá em 2016, 61% das empresas já diziam que estavam usando o vídeo marketing como tática de vendas – no entanto, 66% desse grupo não estavam usando o vídeo marketing apenas um ano antes.

Com esse tipo de crescimento, fica claro que há algo no vídeo marketing que causou um impacto grande o suficiente nos profissionais de marketing – mas o que é isso?

Nesta página, falaremos sobre algumas das muitas razões pelas quais sua empresa deve adotar o vídeo marketing como parte de sua estratégia.

Primeiro de tudo, o que implica o vídeo marketing?

Antes de entender completamente por que você precisa de uma campanha de vídeo marketing, é importante saber o que queremos dizer com o termo “vídeo marketing”.

O vídeo marketing se refere à filmagem, edição e compartilhamento de vídeos para atrair e promover seus negócios para seu público-alvo.

Ele anda de mãos dadas com táticas como SEO, pois pode ajudar a aumentar o tempo que os usuários passam em suas páginas e, ao mesmo tempo, tornar suas páginas mais benéficas para os usuários. Com isso em mente, os vídeos também podem aumentar sua classificação nos resultados dos mecanismos de pesquisa.

Também é muito mais provável que os consumidores cliquem em um anúncio PPC em vídeo do que em um banner comum, e colocar um vídeo em seu boletim informativo mensal por e-mail pode ajudar a atrair os usuários a clicar em seu site.

Você também pode incorporar o vídeo marketing em suas campanhas sociais e por email compartilhando links para os seus vídeos mais recentes.

Que tipo de conteúdo você deve cobrir em seus vídeos?

Você pode estar se perguntando que tipo de vídeo pode criar e, embora as possibilidades sejam praticamente ilimitadas, se você ainda não iniciou o vídeo marketing, existem alguns tópicos que parecem funcionar melhor do que outros.

 

  1. Depoimentos de clientes

Os vídeos de depoimento de clientes são uma ótima maneira de anunciar sua empresa. De fato, 89% dos profissionais de marketing B2B consideram os depoimentos de clientes uma das táticas mais eficazes de marketing de conteúdo.

Antes de um cliente interessado comprar ou concordar com seu produto ou serviço, ele gosta de ouvir de outras pessoas que seu trabalho é de alta qualidade, eficaz e econômico – e é exatamente isso que os depoimentos de clientes podem oferecer.

 

  1. Como o seu produto é fabricado

Você também pode usar vídeos para mostrar aos clientes em potencial como o seu produto é fabricado. Isso funciona especialmente bem para empresas que criaram um produto único ou que possuem um processo único para fabricar seu produto.

Por exemplo, pode parecer impossível fabricar camisetas com plástico reciclado, mas se sua empresa o fizer, seria extremamente interessante para os clientes ver exatamente como você o faz. Isso os faz sentir mais conectados à sua marca e os ajuda a entender exatamente de onde vêm seus produtos.

 

  1. Faça um tour e apresente seus funcionários

Você também pode criar vídeos que fazem um tour por suas instalações e apresentar sua equipe.

Embora esse tipo de vídeo não seja adequado para todo tipo de empresa, ele funciona muito bem se você tiver uma instalação exclusiva ou um modelo de negócios que envolva a parceria de clientes com gerentes de contas ou outros funcionários.

Esses dois itens podem ser um grande patrimônio, pois proporcionam aos clientes em potencial uma ideia melhor do que esperar se fizerem parceria com seus negócios.

 

  1. Instruções

Se você criou um produto que segue alguma orientação, mostrar aos usuários como o seu produto funciona é sempre uma boa ideia.

Por exemplo, se você criou um produto que pode descascar e fatiar uma maçã ao mesmo tempo, mostrar aos usuários como ele funciona provará que seu produto é eficaz e mostrará exatamente aos clientes como ele funciona.

Você também pode compartilhar vídeos de instruções sobre como limpar o produto ou qualquer outro processo em que um vídeo possa ajudar o usuário a entender melhor como o produto funciona.

 

Por que sua empresa deve começar a usar o vídeo em sua estratégia de marketing?

Os vídeos são uma ótima maneira de “mostrar e não contar” ao seu público-alvo sobre seus produtos e serviços. Eles permitem que você converse diretamente com clientes interessados ​​e os ajude na jornada de compra – que é um dos motivos pelos quais funciona tão bem quanto uma tática de marketing.

Você também não precisa aceitar minha palavra – existem muitas estatísticas que mostram o quão eficaz o vídeo pode ser como parte de uma campanha de marketing:

  • Ao adicionar um vídeo a um e-mail, você pode aumentar sua taxa de cliques em 200 a 300%.
  • Quando os usuários assistem a um vídeo, 64% têm mais chances de comprar um produto.
  • 90% dos usuários dizem que os vídeos do produto são úteis no processo de decisão.
  • 59% dos executivos preferem assistir a um vídeo do que ler texto.
  • Ao adicionar um vídeo à sua página de destino, você pode aumentar as taxas de conversão em até 80%.
  • A publicidade em vídeo representa 35% da publicidade on-line.
  • Apenas 20% ou os usuários lerão uma página de conteúdo por inteiro, mas 80% assistirão a um vídeo.

Ainda não está convencido? Comece hoje esta estratégia e mensure os resultados em sua ações.

 

O que você precisa para iniciar uma campanha de marketing em vídeo?

Pode parecer muito trabalhoso criar vídeos para o seu site – mas, na verdade, pode ser simples e extremamente gratificante para os seus negócios.

Você pode criar vídeos de marca com um iPhone ou qualquer outro smartphone de alta qualidade. Você pode usar um tripé para garantir uma captura estável e qualquer um desses programas de edição de vídeo de qualidade que existem para fazer com que seus vídeos pareçam e soem profissionais.

 

Qual a sua experiência com vídeo marketing?

Se você já adotou o vídeo marketing em sua campanha, que tipo de vídeo você publica? Eles são bem sucedidos? Você percebe que determinados vídeos funcionam melhor para setores específicos?

Gostaríamos muito de saber sua experiência!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do site Webtrends, agência de marketing digital.

Atendimento online dos profissionais da área da saúde

A procura por atendimento na saúde cresceu neste período de pandemia, assim sendo o setor mais movimentado durante esses últimos meses.

Para os profissionais da área, alguns recursos tecnológicos têm ajudado a atender as demandas de forma automatizada, um exemplo são os profissionais da saúde e grandes empresas estão utilizando o webinar para se comunicar.

Em consequência desse cenário, o Ministério da Saúde aprovou a prática de teleconsultas por profissionais da saúde de todas as áreas, principalmente os médicos.

O atendimento online já era prática autorizada pelo Conselho Federal de Psicologia, e com o novo coronavírus, o órgão também autorizou todos os psicólogos a oferecerem este tipo de atendimento aos seus pacientes.

Esta é mais uma oportunidade para levar a promoção e prevenção de saúde a longa distância, inclusive, ajuda a evitar os interrompimentos de tratamentos dos pacientes que estão em isolamento social. 

Se você é profissional da saúde, e não conhece esse tipo de serviço. Então, vem conhecer como o atendimento online pode trazer benefícios para o seu negócio.

 

Como promover o atendimento online para profissionais de saúde

A primeira dúvida do profissional que deseja oferecer este tipo de serviço, é como promover, e fazer da maneira correta apresentada pela legislação.

A Lei de nº 696/2020 e o artigo da 1ª Resolução revogada pelo Conselho de Medicina Federal de nº 2.227/208, apresentam que o exercício por meio de utilização das tecnologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, está autorizada conforme suas práticas éticas, nos seguintes casos:

  • Suporte assistencial e monitoramento de diagnóstico;
  • Promover educação acerca de promoção de saúde e pesquisa de casos;
  • Auxiliar na prevenção de doenças;
  • Realizar triagens de pacientes;
  • Acompanhar pacientes lesionados e pós operatório.

Diante disso, as teleconsultas podem ser realizadas em diferentes âmbitos, no SUS, na saúde suplementar e no atendimento privado.

Para os profissionais liberais, de clínica ou hospitais privados, criar site profissional para divulgação do serviço promove credibilidade, onde o paciente se sentirá mais confiante.

Nesta mesma plataforma você pode oferecer conteúdo relevantes em seu blog, apresentar os serviços de atuação profissional e ajudar na marcação automatizada de consultas.

 

Como realizar a consulta a distância

Primeiramente é recomendável que o paciente tenha um documento assinado junto ao seu prontuário, acordando com tipo de método de atendimento.

Com isso, o mais indicado é que o profissional tenha um software específico para fazer a consulta a distância assegurando o paciente com integridade e criptografando as informações.

Os atestados podem ser enviados normalmente, mas já os resultados de exames, esses devem ser pelo e-mail com senha de acesso ou WhatsApp informado pelo paciente.

O atendimento online é considerado um ato médico, por isso deve manter todos as obrigações quanto a prontuários e documentos dos pacientes, além de guardá-los por 20 anos de forma sigilosa.

 

Quais os benefícios das teleconsultas na área da saúde

Uma das vantagens deste método de atendimento na saúde é que o profissional não estará limitado em seu território, alcançando pacientes em outros estados ou países.

Além disso, também ajudará no atendimento de grandes demandas, unificando informações para a equipe multidisciplinar.

As teleconsultas por sua vez, são todas remuneradas, cabendo ao médico o valor para seus serviços. 

Sendo o atendimento online dos profissionais de saúde é protegido por Lei, cabe o médico cumprir com suas obrigações, além de oferecer um serviço humanizado, mesmo com a utilização de um método a distância.

“Este é um post escrito pela nossa convidada Paula Padilha, da área de Conteúdos Otimizados – Marketing Digital da agência Obligue, agência de marketing digital, focada em trazer resultados online.”

Guest Post | Eventials & Obligue

Saiba como aumentar o engajamento da equipe em treinamentos online

Oferecer treinamentos online para seus funcionários pode ser uma boa alternativa para investir na atualização dos seus funcionários. Transmissões online e webinars são excelentes ferramentas para isso. No entanto, são necessários alguns esforços para manter o interesse e aumentar o engajamento da equipe.

 

Por que é importante aumentar o engajamento da equipe?

Diversos estudos comprovam que funcionários engajados influenciam direta e positivamente muitos aspectos de uma empresa. Segundo estas pesquisas, as instituições se tornam mais lucrativas e produtivas, além de haver redução dos níveis de absenteísmo. O engajamento também está relacionado à propagação da cultura da empresa e à melhora da comunicação desta com seus colaboradores.

 

BAIXE GRÁTIS: Guia para realizar treinamentos corporativos online

 

Como posso aumentar o engajamento da equipe em treinamentos online?

Adeque seu conteúdo para sua audiência:

O assunto abordado nos treinamentos deve ser interessante para seu público e, se possível, contar com novas informações sobre o tema. Do contrário, a atividade pode se tornar monótona, contribuindo para a queda do engajamento. Para adequar seu conteúdo, tenha em mente as necessidades da sua equipe e monte um cronograma relacionado a esses dados. Trabalhar problemas e soluções dos seus colaboradores é a melhor forma de transformar seu treinamento em um conteúdo de valor.

 

Dê espaço para que sua equipe compartilhe dúvidas:

Encorajar a participação dos seus colaboradores faz com que se sintam representados e lhe dá material para construção de novos treinamentos. Solicitar opiniões e sugestões estimula a troca de informação e valoriza a experiência individual de cada componente da equipe. Além disso, aumenta a proximidade entre você e seus funcionários, tornando a relação mais transparente e confiante.


Atenda todas as solicitações:

Durante a transmissão, esteja atento para responder todas as dúvidas relacionadas ao conteúdo abordado. Você também pode chamar seu colaborador pelo nome e sugerir meios reais para que sua equipe coloque as sugestões em prática. Conseguir visualizar a aplicação das sugestões nas atividades do dia a dia profissional confere ainda mais valor ao conteúdo.

 

Esteja atento à duração dos treinamentos online:

Programe-se para oferecer um treinamento com duração de 45 minutos a uma hora. Seu planejamento também deve contar com alguns minutos para interação com os usuários.

 

Como os webinars ajudam a aumentar o engajamento da equipe?

A transmissão de conteúdos em vídeos, de forma geral, permite uma interação em tempo real. Os webinars, então, permitem atender solicitações e esclarecer dúvidas da sua equipe no momento em que elas surgem. Desta maneira, o contato com o palestrante, professor ou locutor é realizado diretamente através da plataforma acessada por computadores, smartphones ou tablets. Sendo assim, o participante pode escolher o momento e o local de sua preferência para assistir aos treinamentos conforme sua agenda.

O engajamento da equipe é fundamental para o crescimento da sua empresa. Revise seus treinamentos considerando a experiência e a expectativa do colaborador e mantenha-os atualizados e personalizados. Assim, o objetivo dos seus funcionários tende a se manter alinhado ao objetivo da empresa. Além disso, o diálogo entre vocês será ainda mais facilitado e natural. Conte com a Eventials para oferecer treinamentos online e aumentar o engajamento da equipe!

Saiba como vídeos podem contribuir para o seu kick off

Diante de um novo projeto, é essencial reunir todos os seus participantes. Esta reunião é necessária para definir questões relativas a estratégias, desenvolvimento e comunicação durante a nova campanha. Chamamos este primeiro evento de “kick-off”, quando ocorrem alinhamento de expectativas e necessidades do novo cliente.

 

Você sabe o que é kick off?

Antigamente, jogos de futebol para videogames costumavam vir na língua inglesa. Sendo assim, no momento do chute inicial, o narrador usava o termo kick off ou as palavras surgiam na tela anunciando o começo da partida. Podemos traduzir a expressão como “dar o pontapé inicial”, “lançamento, “começo”, “início” ou “reunião inaugural”.

O termo, então, é empregado como início de um evento, de um projeto ou de uma atividade, sendo utilizado em diversas áreas. A duração é variável de acordo com a necessidade de cada equipe e envolve compartilhamento de informações e impressões úteis captadas pelos participantes envolvidos. O ideal é que todas as dúvidas sejam sanadas ao fim do kick off, possibilitando o desenvolvimento do projeto.

 

Por que fazer uma reunião de kick off?

Nesta reunião, o responsável pela apresentação deverá pontuar as características e necessidades do novo cliente ou projeto. Cada tópico da reunião deverá ser debatido e esclarecido, promovendo uma discussão sobre os assuntos abordados. Questões como objetivo, gestores, profissionais envolvidos, cronograma, prazos de entrega e investimentos necessários devem ser abordadas, mas este conteúdo pode variar. O gestor deverá montar a reunião de acordo com o projeto, seu objetivo e a cultura da empresa.

O kick off é o primeiro passo para o sucesso do projeto, podendo prever e evitar imprevistos. Ele irá impactar todas as rotinas relacionadas ao novo objetivo, possibilitando o alinhamento de estratégias e revisão de fatores críticos. Durante esta reunião também podem surgir sugestões de melhorias ou alterações nas fases e nas tarefas do projeto.

 

Por que transmitir o kick off ao vivo?

Pode ser complicado organizar a agenda de todos os envolvidos, ainda mais considerando o deslocamento. Além disso, seu cliente ou colaborador pode estar localizado em outro estado ou mesmo país. Sendo assim, a transmissão ao vivo permite que os participantes entendam tudo o que seja apresentado, incluindo a expressão corporal do gestor.

A transmissão por webinars, por exemplo, possibilita que haja uma comunicação entre você e seus colaboradores ou clientes em tempo real. Sendo assim, a comunicação ocorre de forma organizada, clara e objetiva.

Caso seja necessário, é possível realizar o kick off utilizando os dois métodos: de modo online e presencial. A equipe, alocada na sala de reunião, e os demais participantes, em seus respectivos escritórios ou residências, irão desfrutar da mesma apresentação. A transmissão ao vivo confere a conexão humana e a seriedade necessárias a uma reunião inaugural.

Utilize a tecnologia a seu favor, aproveite seus benefícios e melhore a experiência dos seus colaboradores, seus clientes e sua empresa.

5 Estratégias Digitais para Escolas, Universidades e Faculdades

WA necessidade de se definir boas estratégias digitais pode afetar negócios e diferentes tipos de organizações, incluindo escolas e instituições de ensino superior.

Existem muitos obstáculos na criação de uma estratégia de marketing digital para uma organização educacional, começando pelo seu tamanho (universidades são universos por si só, afinal possuem muitos departamentos e grupos de diferentes interesses) e terminando com seus diferentes tipos de públicos-alvo que precisam ser atingidos.

Portanto, uma estratégia digital para instituições de ensino parece uma tarefa assustadora, principalmente quando falamos em faculdades e universidades.

Felizmente, neste post você irá conferir algumas dicas de estratégias que separamos para te ajudar! 

Continue a leitura e descubra quais são elas! 

 

Principais estratégias digitais que trazem resultados para instituições de ensino

Antes de conferir as dicas que separamos, você precisa entender porquê estratégias digitais são tão importantes para instituições de ensino. A primeira coisa que precisamos dizer é que provavelmente todos os seus atuais e futuros alunos estão ativos na internet.  

Eles são o seu público-alvo e para alcançá-los, você precisará ter uma estratégia de digital bem estruturada e eficaz. Afinal, os futuros alunos e seus pais estão procurando por informações sobre cursos, reputação de instituições e outros aspectos relevantes.

A má notícia é que existem muitos obstáculos quando se trata de estratégias digitais. Já a boa notícia é que, com o planejamento certo e uma pequena ajuda de ferramentas, você poderá ter excelentes resultados com marketing digital para escolas, faculdades e universidades.

Confira abaixo algumas que separamos! 

 

1- Definição de personas

Você não conseguirá definir nenhuma estratégia digital se primeiro não fizer a criação de personas. Como já falamos, você pode ter diferentes tipos de públicos-alvo.

Uma universidade pode querer atingir estudantes recém-formados no ensino médio, pais de alunos, pessoas mais velhas interessadas em fazer um curso de graduação, pessoas com ensino superior que querem fazer uma pós-graduação, etc.

Para atingir cada público-alvo você precisará criar um cliente ideal e analisar todas as informações, por exemplo, dados demográficos, mas também informações como hobbies e interesses. Quanto mais informações as suas personas tiverem, melhor você conseguirá entender seus potenciais clientes e assim definir o conteúdo e estratégias que irá destinar para cada um deles.

Sim, é uma tarefa demorada, mas as recompensas valem a pena!

 

2- Criação de site profissional

Pode parecer óbvio, mas a primeira coisa que um aluno provavelmente irá procurar na internet é o seu site. De fato, de acordo com uma pesquisa, 80% dos estudantes vinculados à faculdade concordam que os sites influenciam sua decisão mais do que qualquer outro recurso.

Portanto, é essencial criar um site amigável, informativo, otimizado para SEO, visualmente atraente e responsivo. O rastreamento de dados ajudará a entender como e onde os alunos se envolvem para que você possa refinar e otimizar o site com conteúdo e soluções que os visitantes desejam.

Além disso, a incorporação de personalização permitirá criar um perfil de um visitante com base no conteúdo com o qual ele se envolve. Esses perfis podem te ajudar a direcionar visitantes de maneira mais eficaz e assim aprimorar a experiência do usuário.

 

3- Aproximação através dos celulares

Em uma época em que os alunos são educados com tecnologia e o smartphone tem uma presença muito grande em suas vidas, é essencial tornar os celulares parte de uma estratégia digital.

Cada vez mais os estudantes usam dispositivos móveis durante a fase de descoberta na busca por educação, enquanto a maioria faz suas primeiras visitas aos sites em seus celulares.

Investir em mobile é muito importante para instituições de educação, pois as estatísticas mostram que somente em 2016, 43% de todo o tráfego mundial de sites foi gerado através de dispositivos móveis. Imagine agora, onde o uso de smartphones está cada vez mais em crescimento. 

Além de investir em um site responsivo, você também pode ter um aplicativo da sua instituição, que pode ajudar a criar uma experiência personalizada para futuros alunos.

 

4- Organização e criação de conteúdo relevante

Todos os dias, milhares de conteúdos são compartilhados online. Essa sobrecarga de conteúdo significa que as pessoas têm uma necessidade de ter informações na ponta dos dedos para ajudá-las a tomar decisões. Para reduzir o excesso, você precisará criar e selecionar conteúdo que realmente sejam interessantes para seu público-alvo.

Criar conteúdo relevante e informativo através de blogs, vídeos, mídias sociais, e-books, e-mails marketing, entre outros, não só te ajudará a estabelecer sua instituição como influenciadora, mas também irá direcionar tráfego para seu site. 

No momento atual, conteúdo em vídeo se tornou essencial para as pessoas que estão em casa em busca de conhecimento. Portanto, outra ótima opção para se oferecer conteúdo é o webinar. Esse formato funciona como uma conferência online com o intuito educacional, onde a comunicação é feita apenas por uma via, ou seja, somente pelo palestrante, enquanto as outras pessoas assistem. 

Produzir conteúdo nas páginas do seu site e em seu blog irá ajudar na classificação do seu site nos resultados de busca nos mecanismos de pesquisa. O resultado: mais pessoas irão ver seu conteúdo e sua marca.

Além disso, o compartilhamento de conteúdo de terceiros demonstrará liderança de pensamento e, com o tempo, ajudará a estabelecer você como uma fonte de conteúdo confiável.

O uso e compartilhamento de seus atuais alunos, como blogs ou vídeos de convidados, também poderá ajudar futuros alunos.

 

5- E-mail marketing para universidades

O email marketing não costuma ser associado a instituições de ensino. 

Mas, como em qualquer empresa, as escolas precisam de uma maneira eficaz de se comunicar com os alunos e funcionários, bem como de demonstrar os benefícios de seu estabelecimento aos futuros alunos. O email marketing fornece um meio de conectar todas essas pessoas de maneira extremamente eficiente.

O marketing por e-mail pode ser usado para informar os alunos sobre as datas e horários dos cursos, informar os funcionários sobre o fechamento ou as mudanças de classe ou para incentivar os futuros alunos a se inscreverem.

De fato, o email marketing é uma das maneiras mais eficientes e eficazes para as escolas se comunicarem com as partes interessadas, por alguns motivos:

    1. Segmentação: com ferramentas de e-mail marketing você consegue segmentar seu público e enviar e-mails apenas para determinadas pessoas.
    2. Personalização: com tags dinâmicas você consegue personalizar seus e-mails para conter dados do seu usuário durante a mensagem (como o nome, por exemplo)

 

  • Automatização: é possível criar cadências de e-mails automáticas que irão nutrir o lead por toda a jornada dele.

 

 

O futuro do marketing para instituições de ensino

As instituições de ensino precisam entender que as estratégias digitais já são muito importantes para se obter grandes resultados e isso terá cada vez mais um impacto maior. 

A influência do mercado digital afetará não apenas as ações online, mas também os cursos, os tópicos de pesquisa e a estratégia geral de todo uma instituição. Quanto mais sua marca for reconhecida como relevante e autoridade no mercado, mais preparada ela estará para as mudanças que virão e mais conquistará seu público-alvo. 

Depois de conferir nossas dicas, você está pronto para começar a investir em estratégias digitais ou, já realiza alguma delas, mas quer melhorá-las? 

Com dedicação, análise e organização você conseguirá atingir todos os resultados que deseja! 

 

“Este é um post escrito por nosso convidado Caio Nogueira, co-fundador e da UpSites Digital, empresa especializada em criação de sites responsivos WordPress. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que ajudem empresas e pessoas a aumentar as vendas, gerar leads e contar histórias”.

Guest Post | Eventials & Up Sites Digital

Saiba como divulgar um webinar

Você sabe o que é um webinar? Este é uma espécie de seminário realizado pela internet e permite um alcance ilimitado. Em outras palavras, um webinar é um tipo de vídeo ou webconferência realizado através de plataformas online. Ele pode ter diversos fins, como educacionais ou comerciais.

Conforme o assunto abordado, o webinar pode ser aplicado às ações de marketing de conteúdo ou de marketing de vendas. O conteúdo deve ser relevante e útil, favorecendo o posicionamento da sua empresa e desenvolvendo sua autoridade. Para outros casos, é possível investir na promoção e na divulgação da sua empresa ou seus serviços.

Como divulgar um webinar?

O primeiro passo é conhecer seu público e entender suas necessidades. A partir disso, é possível saber como desenvolver a divulgação do seu webinar. As opções incluem divulgar através das redes sociais, dos leads ou outras formas de divulgação. Considerar as opções e escolher a mais adequada ajuda a aumentar as chances de sucesso.

Em seguida, é importante definir seu objetivo, como gerar mais leads ou chamar a atenção daqueles que você já possui. Lembrando que estes são contatos que têm interesse no seu produto ou serviço, cada objetivo requer um tratamento diferente.

Se seu objetivo é conseguir mais leads:

O interesse do seu provável cliente é afirmado pelo preenchimento de formulários online que requerem dados como nome e contato. As redes sociais são uma ótima ferramenta para segmentar seu público e despertar os interesses de cada um. Isso é possível porque podemos obter diversas informações com base em páginas curtidas e itens compartilhados.

No entanto, antes de divulgar seu webinar, é preciso descobrir onde o seu público está. Ele pode estar em redes como Facebook e Instagram ou LinkedIn e Youtube. Mesmo que você nunca tenha trabalhado com uma rede ou outra, é importante não se fechar para as oportunidades. Assim, você ganha tempo, economiza dinheiro e esforço, além de alcançar seu público.

[eBook] Confira este Guia para Gerar Leads com Webinar

Se seu objetivo é reter a atenção daqueles que já são seus leads:

Neste caso você pode aproveitar os meios de comunicação já utilizados pela sua empresa. Se você usa e-mail, Facebook (e seus grupos de discussão), WhatsApp, Telegram ou Instagram, invista neles. Seus leads podem ser motivados a convidar outros ou a compartilhar seu conteúdo com seus amigos.

Qual é o próximo passo?

Tenha em mente quais problemas podem ser resolvidos pelo seu webinar, assim é possível entender como ele ajudará sua audiência. Você poderá tratar de uma dor ou educar seu público sobre seu produto. Para isso, considere:

  • o que torna esse conteúdo relevante para a audiência;
  • quais problemas podem ser solucionados com seu webinar;
  • qual a importância do webinar e de seu conteúdo para o público.

Após esta definição, pense nas peças de divulgação do webinar nas redes sociais. Essas peças devem ser atrativas, servindo como uma vitrine para o seu webinar, buscando atingir uma audiência qualificada. Agora que você já sabe como divulgar um webinar, o ideal é aproveitar o poder que ele possui. Assim, é possível alcançar seu objetivo através de um contato mais próximo com seus leads.

Webinars: ferramentas contra a propagação do novo coronavírus 

Webinars: ferramentas contra a propagação do novo coronavírus

Estamos vivenciando um momento em que autoridades públicas mundiais buscam medidas para controlar possíveis danos causados pelo novo coronavírus. A expectativa é conter esta ameaça à saúde e reduzir o número de afetados pelo Covid-19.

O mercado empresarial, por outro lado, busca se adaptar à nova realidade sem abrir mão de seus compromissos. Algumas medidas comuns são a adoção do estilo home office e a promoção de treinamentos, eventos e aulas online. Neste ponto, os webinars são aliados especiais.

O que preciso saber sobre essas medidas?

O home office, ou trabalho remoto, permite que seu colaborador trabalhe no escritório de casa ou em hotéis, cafés, espaços de coworking, aeroportos, transportes ou parques. A promoção de treinamentos e eventos online pode ser feita através dos serviços de streaming profissional. Eles incentivam a interação, são mais econômicos e dão credibilidade ao seu negócio. Além disso, permitem o alcance de um número muito maior de espectadores. Eles podem acessar seu conteúdo através de smartphones, computadores ou smart tvs.

Já as plataformas virtuais, para aulas online, poderão oferecer conteúdos programáticos e outros recursos educacionais referentes às disciplinas curriculares. Também poderão ser indicados filmes, jogos e até mesmo instruções de prevenção ao novo coronavírus. Dessa forma, a experiência vivida por professores e alunos pode ser colaborativa e interativa.

Por mais que, no Brasil, os casos do novo coronavírus ainda sejam reduzidos, é melhor preparar sua empresa para adotar estas medidas. Desta forma, é possível evitar transporte público, aglomerações e outros locais que permitam a alta circulação de pessoas.

Utilizar serviços de streaming e webinars prejudica a produtividade?

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Stanford, não. O estudo, de 2015, revelou que a produtividade dos funcionários avaliados aumentou durante períodos trabalhados em casa. Diante da necessidade imposta pelo surgimento do novo coronavírus, se sua empresa possui a chance de adotar webinars, deve optar por eles.

Quais são os benefícios da transmissão online?

Tanto eventos quanto a educação e a comunicação corporativa podem ser beneficiadas pelos webinars. A transmissão online também permite que seus colaboradores tenham acesso a um conteúdo de qualidade.

Os webinars possibilitam a interação entre os convidados e os apresentadores. A audiência pode se sentir mais confortável em participar quando não há tanta exposição em relação a um evento presencial. Isso torna o seu evento mais dinâmico e interessante.

Eventos presenciais, de modo geral, requerem mais gastos e investimentos para garantir a infraestrutura necessária para atender ao público. Para que todos sejam bem recebidos e acomodados, é necessário aluguel de espaço, decoração, coffee break e material de apoio. Também é necessário haver uma equipe de recepção, segurança e limpeza.

Os webinars também possibilitam a realização de reuniões à distância e facilitam treinamentos e comunicação interna. Outras formas de empregar os vídeos no dia a dia da sua empresa são ações de marketing de conteúdo ou ações de marketing de vendas.