Marketing

Como fazer transmissões online e webinars com o OBS Ninja

Conheça a ferramenta OBS Ninja e como você pode usá-la para melhorar suas transmissões online e webinars.

Você sabia que não precisa de equipamentos profissionais e high-quality para fazer suas transmissões online e webinars? Hoje, vamos te ensinar sobre um aplicativo que se chama OBS Ninja e como ele pode te ajudar.

Se você não faz ideia do que é um OBS vamos começar falando exatamente sobre isso e porque você deve usar essa ferramenta.

O que é OBS?

OBS Studio é basicamente um programa de streaming. Sua maior vantagem é a integração com acessórios como várias câmeras, mouse, mesa de som, microfone (é claro), entre outros.

Sua transmissão funciona da seguinte forma: o próprio aplicativo tem um arquivo com um código específico, o RTMP. Essa extensão é aceita em diversas plataformas como Facebook, Twitch e YouTube, por exemplo.

Inclusive, é através desse software poderoso que os streamers de games realizam suas gameplays.

Como o OBS Studio funciona?

Abaixo você encontra a tela inicial do OBS quando você abre o software.

Parece um bicho de sete cabeças, mas é bem fácil de manusear. Vamos mencionar rapidamente o que cada botão faz.

As “Scenes” descritas ali, são as ações que você usará. Ao lado, você encontra “Source”, que é a fonte de onde a ação deve ser realizada.

O “Audio Mixer” é uma mesa de som nativa, podendo ser alterada durante a transmissão para garantir efeitos sonoros, por exemplo.

A “Scene Transitions” funciona como um efeito de vídeo e este pode ser fade, surgir, cortar… bem semelhante aos efeitos que são usados em edição de vídeo, por exemplo.

Por último, temos o “Controls” com uma série de opções, e basicamente, é um botão de ação, exemplo: “start streaming” que é quando você autoriza o OBS Studio a começar a transmissão ao vivo.

Acima, você encontra um quadro com vários outros quadros dentro. Esses são as “Scenes” e você define qual quadrado será sua câmera, qual espelhará o que você está vendo, o do convidado, e assim por diante. Se você não entendeu nada até agora, não se preocupe! Na teoria parece ser mais difícil do que de fato é na prática!

Clique aqui para conferir o vídeo no YouTube que ensina a instalar e configurar seu OBS para transmissões.

Quanto custa o software do OBS Studio?

Aí é que está a melhor notícia: NADA. Totalmente gratuito. E, para melhorar ainda mais, ele possui API aberto, o que possibilita desenvolver outros aplicativos com funcionalidades específicas.

E é aí que entra a grande centro do nosso post: o OBS Ninja.

Tá, mas, qual a principal diferença entre eles?O OBS Ninja é um aplicativo derivado do OBS que citamos acima. Porque o OBS Ninja é melhor que o OBS?

No começo do post, mencionamos que você não precisa investir em microfones caros, câmeras de alta qualidade e sabe porquê? Com o OBS Ninja, seu celular pode ser sua câmera. E acredite, o resultado é melhor do que você imagina.

Ele foi desenvolvido para manter o alto padrão nas transmissões, além de permitir várias câmeras ao mesmo tempo (caso tenha convidados) e microfones diferentes, por exemplo.

Abaixo, selecionamos um vídeo que demonstra bem como funciona a configuração do OBS Ninja para mais de uma câmera e como você pode fazer isso com menos de cinco minutos. O vídeo está em inglês, mas realizando os passos conforme o vídeo, não terá erro!

Como faço para instalar e usar o OBS Ninja?Nossa dica é: tenha instalado o OBS Studio e instale o OBS Ninja, pois um este dependerá do Studio.

Agora, vamos ao tutorial de cinco passos para te ajudar:

O OBS Ninja precisa de apenas duas coisas para funcionar:

  1. Alguém para transmitir um vídeo
  2. Alguém para assistir essa transmissão

Uma vez instalado, como fazer o streaming:

  1. Entre no site https://obs.ninja/ (pode ser Chrome, Edge ou Safari)
  2. Clique em “Adicionar sua câmera ao OBS Ninja”
  1. Selecione os dispositivos de câmera e vídeo desejados na lista automática que o aplicativo gera
  2. Você verá o dispositivo que deseja transmitir. No topo, é gerado um link.
  3. Copie esse link gerado e envie para quem você deseja que tenha acesso.

Caso fique com dúvida, veja o vídeo acima, onde ele demonstra em menos de três minutos como fez para configurar uma câmera e compartilhar o link.

Como Transformar Minha câmera do celular em uma Webcam?

Antes deste tutorial em específico, adiantamos que, para funcionar, você deve instalar outro aplicativo do OBS Studio, o OBS VirtualCam. Ele é facilmente integrado com o Ninja e o Studio, para que você possa usar mais de um celular como câmera, por exemplo.

Então, para que tudo funcione para este processo, tenha instalado os três no computador, ok?

  1. Abra o OBS (ou OBS Studio) e tenha copiado na sua área de transferência o link da sua transmissão.
  2. Abra uma “Scene” dentro da OBS e cole este link.
  3. Redimensione caso seja necessário, mas certifique que o OBS é que está no controle do seu áudio
  4. Nas configurações do menu da “Scene”, programar para que a saída seja dentro do OBS Studio
  5. No Menu UI, clique em “Start Virtual Camera”
  6. Abra o programa que você transmitirá (Twitch, por exemplo) e selecione o vídeo “OBS-Camera”.

Onde posso transmitir meus vídeos via OBS?

Mais acima, falamos que essa ferramenta possui uma API muito bem trabalhada que permite integração com plataformas como: YouTube, Twitch, Facebook Games, por exemplo. Além disso, há outras integrações, como sites especializados em eventos online. A Eventials possui uma integração pronta para essa ferramenta e conta com suporte para facilitar toda a instalação.

E como essa API pode ajudar nas suas transmissões?

Com as funcionalidades variadas de diversos aplicativos derivados do OBS, você consegue montar uma transmissão completa, sem muito mistério.

Isso facilita muito para quem não tem grana para investir em plataformas ou equipamentos, mas quer começar a montar webinars, por exemplo.

Agora que você já sabe de tudo isso, pode começar a realizar seus webinars, eventos online e transmissões online através de ferramentas como o OBS Ninja!

Se inscreva em nossa plataforma e tenha acesso a este e outros materiais épicos, além de receber notícias da Bhtaking no seu e-mail três vezes na semana sobre tecnologia, startups, redes sociais, marketing e claro, webinars e eventos online!

E se você gostou do conteúdo, não esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Aprenda como divulgar e engajar seu público para seu Webinar

Desenvolva um plano sólido para divulgação, engajamento e métricas pré, durante e pós-webinar de maneira eficiente e fácil com estas dicas

Se tem uma coisa que este ano nos provou é que eventos online e webinars vieram para ficar. Independente do seu público ser B2B e B2C, você deve considerar esse conteúdo em sua estratégia de marketing. Mas, para conseguir uma audiência sólida, você precisa trabalhar suas redes sociais como o maior centro de divulgação, pois além de compartilhar seu conhecimento, essa troca te permite aprender sobre seu público-alvo e melhorar os insights da sua empresa ou marca.

Hoje nós vamos ensinar como desenvolver essa estratégia para divulgação pré-webinar, como engajar sua audiência durante e pós-webinar! Então prepare-se para uma trilha de conhecimento facilitada que preparamos para você e descubra nesse post épico técnicas como:

  • Dicas para você manter a atenção do seu público durante seu webinar
  • Trabalhar seu conteúdo durante todo o processo
  • Como promover seu webinar ou evento online
  • Como usar o seu conteúdo a seu favor
  • Métricas que indicarão o sucesso do seu webinar ou evento online

POR ONDE COMEÇAR – ENGAJE SEU PÚBLICO NO PRÉ-WEBINAR

A parte mais difícil do processo é justamente conseguir construir uma audiência. Você tem várias maneiras de conseguir isso – nós vamos falar sobre isso nessa etapa – a mais atrativa é trabalhar com expectativa do seu público.

Crie um evento compartilhável

A maioria das redes sociais trabalham com ferramentas para seu engajamento ser maior. Através dela, você consegue ativar a chave de alcance do seu público, aumentando a visibilidade de seu webinar para mais pessoas.

Você deve sempre incluir um botão de compartilhamento para redes sociais, criar landing pages, criar um evento em ferramentas nativas e nossa dica de ouro: crie um plano de recompensa por compartilhamento. Exemplo: a cada dez pessoas convidadas, você receberá o material. A cada 20 pessoas convidadas, você receberá o material + vídeos na íntegra, e assim por diante. Este modelo escalável permite que seu webinar engrene na divulgação de maneira orgânica.

Esta imagem é de um evento criado nativamente na rede social Facebook. Ao criar um, você possibilita que sua audiência receba updates, possa compartilhar na própria linha do tempo e marcar como interesse. Fácil, fácil.

Outra estratégia que pode ser muito bem usada é gerar expectativa através da divulgação dos convidados do seu webinar. Você pode interagir com sua audiência criando quizzes, enquetes ou testes para que tentem acertar quem serão os participantes e ir divulgando aos poucos, por exemplo.


Atente-se ao que seu público diz

Ao publicar o seu webinar é importante monitorar as reações e comentários do público. Isso serve como um termômetro para o que virá.

Crie enquetes sobre assuntos que eles gostariam de ver em seu webinar, por exemplo, e organize uma pauta baseada na opinião da sua audiência. O Instagram, Facebook, LinkedIn e Twitter possuem essa ferramenta nativa em suas plataformas. Abuse de sua criatividade!

Outra consideração importante é: não duvide do poder de uma hashtag! Ela é aceita em todas as redes sociais e funciona como um motor facilitador de busca. Crie uma personalizada para seu webinar ou evento online e consiga mensurar mais facilmente o que falam sobre sua marca ou empresa em todas as etapas!

“Mas eu não tenho braço para isso!”. Nós entendemos e viemos dizer que há solução para esse problema. Uma ferramenta muito usada é o Buffer, uma plataforma de monitoramento das redes sociais. Ela possui uma versão gratuita com alguns recursos limitados, mas perfeito para medir o buzz do seu webinar!

Mostre a preparação

Sei que falamos sobre convidados em seu webinar, mas, aqui é onde você foca na divulgação deles! Mas cuidado! É importante que seja alguém extremamente relevante para seu público, caso contrário, sua audiência ficará frustrada.

Se não for alguém extremamente relevante você tem a opção de educar os participantes para que saibam quem é a pessoa, o que ela faz, o motivo de sua relevância.

Revele também o dia-a-dia da preparação, faça contagem regressiva nos seus stories para o webinar para aumentar a expectativa dos participantes.

HORA DO INVESTIMENTO

Bom, chegamos na parte mais importante do processo de divulgação do seu webinar: investimento em ads.

Para que seu webinar ganhe relevância não conte apenas com o que é orgânico: ou seja, um post ou evento sem investimento. Imagine o tanto de posts que é feito diariamente nas redes sociais com a mesma temática que a sua. Agora, consegue imaginar como seu post orgânico conseguirá ser relevante dentro de um mar de assuntos? Considere investir em ads para que suas chances aumentem!

“Legal, mas minha grana é curta. Onde meu investimento será melhor aproveitado?”.

Primeiro passo é: ter um planejamento estratégico para seus anúncios. É realmente importante ter em mente o quanto pretende gastar para investir com sabedoria. Abaixo você encontra um link que te ajudará a entender o assunto, caso seja novidade para você!

Agora sim, vamos à escolha das redes sociais!

LinkedIn

Se seu webinar terá foco no público B2B, considere o LinkedIn como maior veículo para divulgação.

Mesmo com uma audiência mais enxuta como o do Facebook, por exemplo, a chance de seu público certo para construir uma audiência para seu webinar é maior.

Instagram

Divulgar seu webinar no Instagram é uma boa, principalmente se o foco for jovens. Estatisticamente falando, a plataforma tem como idade de usuários entre 18 – 24 anos.

Não esqueça que o apelo da rede social são imagens e vídeos, então capriche na qualidade e produção! Abuse de criatividade também. Você tem o Reels, Stories, Feed para vídeos e fotos, carrossel de imagens, filtros… uma infinidade de recursos.

Facebook

A rede social de Mark Zuckeberg é a mais popular do mundo e quando apresentamos esse dado, falamos de algo em torno de 2.79 bilhões de usuários.

É a mais comum na estratégia de anúncios e normalmente a mais indicada por número de usuários. Você poderá segmentar o público para seu webinar e expandir sua marca através de engajamento, abrangendo diferentes perfis.

Twitter

Muito subestimada por empresas, o Twitter tem a facilidade de ser rápida e um engajamento extremamente cru dentro da plataforma.

A rede social funciona com hashtags e recentemente se atualizou para veicular diversos tipos de publicidade, além de criar o Spaces, uma espécie de ClubHouse onde você pode monetizar a sala para um pré-webinar, por exemplo.

Youtube

A maior rede social de vídeos do mundo possui versatilidade nos anúncios do seu webinar. A plataforma disponibiliza sua comunicação de acordo com afinidade do seu público-alvo (o que não é muito diferente das outras) e é importante especificamente para garantir interesse do seu público sem que pulem um vídeo ou fechem um banner, por exemplo.

Você pode criar um canal onde pode soltar vídeos de preparação para seu webinar, trechos importantes, entrevistas, entre outros formatos que abrangem toda a jornada do seu evento online.

Antes que você pense que terá que separar um tempo sagrado do seu dia atarefado para posts orgânicos e acompanhamento de anúncios, saiba que o Buffer, citado ali em cima, permite que você programe os posts ajustando de acordo com seu fuso horário.

Há outras plataformas como o Buzzmonitor, que acompanha investimentos também. Dessa forma, para divulgar seu webinar ou evento online, você pode realizar direto pela plataforma de sua escolha ou pela ferramenta nativa das próprias redes sociais. Você pode fazer uma campanha de divulgação em apenas meia hora.

Vamos para nosso resumo de etapas Pré-Webinar:

  • Crie um evento compartilhável
  • Atente-se ao que seu público diz
  • Mostre a preparação
  • Hora do investimento – as principais redes sociais

DURANTE O WEBINAR

Ter um certo nervosismo ao iniciar um webinar ou evento online é bem comum e não se sinta mal com isso! Há algumas táticas para amenizar esse tipo de sentimento e fará com que você quebre o gelo.

Hora do show!

Importante é ter um roteiro definido para ser seguido, porém, ao iniciar seu webinar, faça perguntas para a audiência, incentive-os a usar a ferramenta de chat, por exemplo. Além disso, é um ótimo momento para divulgar sorteio (se houver), cupons, promoções, repassar o roteiro com sua audiência, citar o tema e afins.

E não esqueça de gerar interação com suas redes sociais! Cite a hashtag que será usada e incentive o compartilhamento do seu webinar durante o evento. Para evitar algo repetitivo, faça durante pausas ou momentos que considere oportuno para que a audiência não entenda isso como um merchan abusivo!

Além disso, cite tweets ou comentários que a audiência faça durante seu webinar, leia perguntas, ofereça benefícios para os participantes – isso gera um feeling de exclusividade e todo mundo gosta de se sentir exclusivo – pode ser um material para quem assistir até o final, pode ser um trial do seu produto… use a criatividade ao seu favor!

PÓS-WEBINAR

O webinar foi finalizado e o evento foi um sucesso. A audiência participou, a conversa rendeu… é hora de considerar o evento finalizado… só que não. O trabalho continua! Através desta etapa, você encaminha seus participantes ou assinantes para o seu funil de vendas.

Para isso, você deve criar um fluxo de nutrição de conteúdo relevante de acordo com o tema do webinar para seu público. Vem entender melhor esse processo que começa em…

Adequar seu conteúdo

Essa etapa é a chave para você aumentar suas visitas às landing pages, conseguir mais leads de forma orgânica, melhorar sua classificação em buscadores e, de quebra, mensurar o ROI da maneira mais efetiva.

Pense que, através do seu webinar, você poderá expandir seu conteúdo criando uma autoridade no que você faz e não há problema algum ser baseado em um evento que já aconteceu.

Adequar a transmissão poupará esforços na criação conteúdo do zero, e ajuda a endossar a credibilidade da sua marca ou empresa.

vários formatos a serem trabalhados: microvídeos para Reels do Instagram, trechos relevantes do webinar para vídeos, e-books, post para blog, artigos, review em newsletter, entre outros.

Oferecer o conteúdo

Como dissemos previamente, é importante que tenha “recompensas” para os inscritos do seu webinar. Compartilhe o vídeo na íntegra, disponibilize os ppt’s utilizados pelo seu convidado para download, por exemplo.

Uma opção para captação de lead pós-webinar é uma landing page oferecendo os mesmos materiais em troca de e-mails.

Lembre-se que essa variedade de materiais permite que você esteja onde seu público está, podendo acessar ao conteúdo mesmo sem ter participado online, por exemplo.

Com uma ferramenta de webinar completa, você pode segmentar o seu público, e através da segmentação, enviar materiais pertinentes de forma separada, para que atraia ambos os públicos. Aqui na PowerWebinar nós trabalhamos com a Eventials, que possibilita personalização da página e transmissão, possui ferramenta de métrica, segmentação de público, e-mails de lembretes, entre outras funções que citamos aqui.

Agradecer a audiência

Como um protocolo de bons modos e de pós-webinar para melhorar seus leads, sempre envie um e-mail de agradecimento aos participantes. Isso passa uma sensação de proximidade e atenção da sua marca, fazendo com que a audiência se sinta especial.

É uma excelente oportunidade para enviar formulários de feedback, assim você saberá o que pode melhorar, onde errou e acertou. Você pode criá-los através do SurveyMonkey ou Google Forms.

Não esqueça de enviar o conteúdo para inscritos que não participaram disponibilizando o conteúdo apresentado e facilitando o acesso aos que não puderam comparecer.

São três etapas a serem seguidas, mas que exigem certa atenção. Através deste processo você formará uma audiência engajada pós-webinar e manterá o interesse da sua audiência.

Recapitulando os passos:

  • Adequar o conteúdo
  • Oferecer o conteúdo
  • Agradecer a audiência

MÉTRICAS, MÉTRICAS EVERYWHERE

Por último mas não menos importante, vamos às métricas e cálculos de investimentos! É aqui que você saberá se seu webinar foi rentável, se cumpriu suas metas e expectativas.

Começando pelos KPI’s

Antes de você pensar no tema do seu webinar, pense no KPI que quer alcançar com essa estratégia em vídeo. Isso é fundamental para avaliação pós-webinar, pois assim você terá um resultado claro do que conseguiu alcançar.

Obviamente seu objetivo é coletar leads, mas qual a melhor forma para isso? Criar um UTM personalizado para seu link do webinar é uma boa forma de mensurar e coletar informações, pois te permitirá usar pixels de rastreamento e entender qual canal funcionou melhor. O que falaram da sua marca/empresa?Não dispense avaliar o que foi falado nas redes sociais ou tráfego recebido pós-webinar.

Crie KPI’s que possam ser avaliados concretamente e que possam te apresentar um resultado direto. Sejam eles em redes sociais, mecanismos de busca ou tráfego de site, por exemplo. A seguir, vamos dar dicas do que poderá ser avaliado em cada um deles.

Redes Sociais

Dentro do universo de redes sociais nós temos as métricas necessárias para avaliar o sucesso de webinar. Talvez o principal indicador seja o número de compartilhamentos e impressões das postagens.

Isso aquece o motor das suas publicações para que outras pessoas sejam impactadas e seu conteúdo seja espalhado cada vez mais para outras pessoas. Outro reflexo é o aumento de seguidores de forma orgânica.

Tenha os dados de menções em redes sociais pré e pós-webinar, pois assim você conseguirá mensurar o buzz que seu evento online alcançou e se houveram conversões de leads através dessa movimentação. Mas lembre-se que é importante ter precisão nessa mensuração, e para isso, use hashtags personalizadas!

Mecanismos de busca

Durante o evento, sempre que possível, consulte seu Google Ads, Analytics e ferramentas de SEO para entender quais buscas estão sendo geradas através do seu webinar. Talvez não conheçam seu produto ou marca e queiram entender mais sobre, portanto pode aparecer buscas tipo “o que a empresa x faz?”, assim por diante.

Uma dica é aproveitar essas dúvidas e gerar conteúdos que fortaleçam seu Branding.

Analise os feedback

Sejam menções em redes sociais através das hashtags e marcações ou e-mails de respostas, atente-se ao que o público comentou sobre seu webinar. Anote tudo o que achar relevante e interaja com sua audiência! Veja de que forma você pode criar conteúdos que agregam às dúvidas ou sugestões.

Ufa! Agora sim podemos dizer que o trabalho está finalizado! Mas lembre-se que as análises e interações nunca acabam, ok?

Aproveitando, vamos ao nosso resumo de tópicos dessa etapa de pós-webinar?

  • Começando pelos KPI’s
  • O que falaram da sua marca/empresa?
  • Redes Sociais
  • Mecanismos de busca

Para encerrar o assunto com chave de ouro, trazemos um webinar realizado pela Eventials com um convidado de honra: Marcelo Pimenta, CMO da StartSe sobre como ele conseguiu mais de 180.000 leads para seu evento online. Clique aqui para conferir!

Esperamos que este post te ajude da melhor forma possível realizar todo o processo de divulgação do seu webinar ou evento online! Você pode conferir também nosso outro post épico – Guia Descomplicado para Webinar -, onde trazemos um overview bem detalhado sobre os processos de criação para um webinar.

Se inscreva em nossa plataforma e tenha acesso a este e outros materiais épicos, além de receber notícias da Bhtaking no seu e-mail três vezes na semana sobre tecnologia, startups, redes sociais, marketing e claro, webinars e eventos online!

E se você gostou do conteúdo, não esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Guia descomplicado para webinar – sem enrolação!

Está começando a colocar webinars em sua estratégia online e precisa de algumas dicas diretas que vão facilitar sua vida? Então este post é para você.

2020 – 2021. Cenário atual: pandemia. Eventos presenciais cancelados. Eles são fundamentais para seu negócio e você não sabe como levá-los para o online?

Calma, respira! Este guia foi feito passo-a-passo para você entender porque começar a fazer webinars: o que é, como fazer e por onde fazer!

De início vamos explicar: o que é um webinar?

Um webinar é um seminário online. Pode ser ao vivo ou gravado (neste caso, via transmissão ao vivo). Uma das suas principais características é a interação via chat com participantes, além da possibilidade para disponibilizar materiais para downloads, relatórios de análises da sua audiência e ter um volume maior de participantes.

Ele pode ser feito para cursos online, eventos pontuais online, bate-papo sobre algum tema específico, treinamentos, lançamentos de produtos… a criatividade é o limite para um webinar.

Agora que você já sabe o que é um webinar, vamos começar a planejar?

ara facilitar a jornada, separamos em três principais etapas: Pré, Durante e Pós-evento. Pode não parecer, mas não é tão simples quanto ligar sua câmera e sair falando. Falaremos também dos tipos que você pode explorar e algumas ideias para que seja um sucesso.

Pegue sua caneta e papel, vamos lá.

PRÉ-EVENTO

  1. DEFINA O OBJETIVO

No marketing nada deve ser feito sem um objetivo alinhado. Antes de você seguir nosso passo-a-passo é importante você entender qual o seu maior objetivo com um webinar.

Ele deve ser encaixado em uma estratégia na qual faça sentido este tipo de conteúdo e para sua audiência, que aliás, é tão importante que colocamos no destaque abaixo.

Importante: crie os KPI’s que você deseja alcançar com as três etapas: pré, durante e pós.

2. CONHEÇA SUA AUDIÊNCIA

Conhecer sua audiência é crucial para que você tenha participantes em seu webinar. Você precisa ter essa informação para adequar o horário, o tema, convidados e outros detalhes importantes, afinal, você terá um tempo valioso investido para que haja retorno, não é mesmo?

Pensando nisso, realize pesquisas para entender o melhor horário e dia do seu público. Você pode ter informações de sugestão de tema, de convidados, do tipo de material que eles preferem consumir, exemplo: vídeos, podcasts, e-books e etc.

3. ESCOLHA SUA PLATAFORMA

Você realizou a pesquisa junto ao público e identificou o tema a ser trabalhado, o horário, o dia da semana e até sugestão de convidados. Agora, vamos ao principal: a plataforma.

Aqui na PowerWebinar nós trabalhamos com nossa parceira Eventials, maior plataforma de webinar no país. Gostamos pela facilidade, relatórios emitidos, ferramentas de transmissão, entre outras vantagens.

Caso você esteja em dúvida se este é o formato ideal para realização do seu evento online, confira o infográfico feito por nós com as características entre webinar x lives. Lembre-se: com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades!

4. FAÇA CURADORIA DE CONTEÚDO

O tema foi definido! Mas, você tem o know-how para falar? Ou será preciso convidar alguém?

Será legal trabalhar este formato como um bate-papo? Uma sessão de FAQ? Ou será melhor uma mesa-redonda?

Entenda que sua audiência quer saber o que você tem para falar, principalmente depois de realizar uma pesquisa. Estude o tema profundamente!

Através de um webinar você pode demonstrar autoridade no assunto, promover conhecimento, interagir com a sua audiência, enfim, é importante mostrar que você se aprofundou e que dará uma aula!

Clique nesse link explicando detalhadamente como fazer essa curadoria!

5. COMO TRABALHAR COM CONVIDADOS

Caso você decida trabalhar com convidados tenha em mente que quanto antes você fechar o compromisso, melhor. Organize o briefing de maneira assertiva, explique o tema e o que espera para um bom webinar.

Muito importante: forneça uma “troca”. Às vezes você não verá sentido em monetizar a transmissão, mas poderá fornecer algo em troca daquela participação e aí você tem várias formas: dividindo a lista de e-mails cadastrados, fornecendo um material do/a convidado/a, usar suas redes sociais como permuta para alguns posts, enfim, são várias possibilidades.

O webinar também tem que fazer sentido para quem irá participar!

6. ROTEIRIZE!

Muita gente se sente pressionado(a) quando fica em frente à câmeras. Quando o botão “rec” é apertado… puf! Dá aquele famoso branco!

Para minimizar esse tipo de situação, nossa dica é ter sempre um roteiro na mão, seja você uma pessoa tímida ou não.

O roteiro faz com que o tempo seja melhor aproveitado, que o tema seja melhor comentado, as dúvidas conseguem melhor direcionamento e melhores respostas, entre outros benefícios. Porém, ninguém quer um robô falando!

Evite ao máximo ler textos ou dicas. Torne as coisas as mais naturais possíveis!

7. TRABALHE O VISUAL DO SEU EVENTO

Faça um fundo de tela para seu webinar. Crie as peças de divulgação e capa. Isso facilitará em nosso próximo item: a divulgação.

Boa notícia: você não precisa ser expert em Photoshop ou softwares avançados. Conte com o Canva e ganhe tempo! O Canva é uma ferramenta online (que possui app para mobile também!) de design e é super prático, simples e o melhor: gratuito.

8. DIVULGUE!

Divulgue o seu webinar. Você pode fazer isso por redes sociais, por e-mail, por aplicativo de mensagem instantânea, por telefone… ufa! Meios de comunicação é o que não falta!

Esta etapa deve estar alinhada com seu público-alvo e o objetivo da ação. Seja criativo! Use as redes sociais do seu convidado, crie uma hashtag por exemplo, e o mais importante desta etapa é: coletar leads.

Você provavelmente está fazendo toda essa demanda para coletar estas informações que se transformam em vendas, contatos, potenciais clientes. Só não esqueça de criar e-mails de lembrete para sua audiência, você quer pessoas assistindo seu conteúdo, certo?

9. COLETE LEADS

No começo do post falamos sobre objetivos e a importância dos leads, lembra? Você já reparou que para a fase de pré-webinar há um trabalho, que deve ser seguido para que tenham pessoas assistindo ao que você tem para falar.

Falta apenas uma coisa (e não menos importante!): leads. É muito comum se deparar com webinars que possuem cinco, dez pessoas assistindo e um conteúdo excelente.

Mas, se o conteúdo é excelente, porque não tem ninguém assistindo? Nós partimos do princípio que a divulgação é a maior fonte de captação de leads que você terá neste período de planejamento. 50% dos esforços devem ser investidos durante esta etapa.

E como faço para capturar leads? Você pode buscar diversas formas pré-existentes e adequá-las. Pode ser através de landing pages, de newsletter, de aplicativos de mensagens instantâneas (whatsapp ou telegram, por exemplo), de anúncios… o importante é divulgar!

Indicamos que seja pelo menos 15 dias antes da realização, para você preparar conteúdos relevantes para este período, afinal, leads não são “de graça”. Você deve fornecer algo em troca pensando além do evento online: seria legal um e-book? Um infográfico?

As pessoas tendem a compartilhar e-mail ou telefone quando percebem que também vão ganhar algo em troca. Trabalhe bem essa audiência e garanta pessoas assistindo seu webinar.

Temos um artigo muito legal explicando facilmente sobre esse processo. Clique aqui para ler.

10. CAPRICHE NO CENÁRIO

Se você mora em um lugar barulhento, escuro ou com muita informação visual, atente-se aos detalhes.

Assegure a atenção do participante apenas em você e a melhor forma para isso é um fundo claro, com a luz adequada e sem interferência sonora (ou que seja mínima).

Caso não tenha um lugar em que possa realizar, considere fazer em estúdio ou até mesmo em casa de familiares e amigos, onde te possibilitará apresentar um webinar com qualidade.

REVISÃO PRÉ-EVENTO

Ufa! Conseguimos passar pela fase pré-webinar. O frio na barriga tende aumentar muito agora já que vamos botar a mão na massa! Vamos resumir os tópicos?

  • Conheça sua audiência
  • Escolha sua plataforma
  • Faça curadoria de conteúdo
  • Como trabalhar com convidados
  • Roteirize!
  • Trabalhe o visual do seu evento
  • Divulgue!
  • Colete Leads
  • Capriche no cenário

Estes foram os dez primeiros passos! Agora vamos falar sobre a estratégia durante o evento.

DURANTE O EVENTO

  1. TESTE SEUS EQUIPAMENTOS

Antes de entrar ao vivo, teste todos seus equipamentos e internet. O sucesso de um webinar seja gravado ou ao vivo é a sua qualidade de transmissão.

Ninguém quer assistir uma aula, palestra, mesa redonda ou outros tipos de formatos se a imagem estiver escura ou ruim, ou então, com a conexão do apresentador caindo a toda hora.

Certifique-se de ter acessórios reservas como fones de ouvido, webcam, microfone, mouse… nós nunca devemos subestimar o poder de uma máquina em nos irritar quando mais precisamos (a impressora que o diga!).

2. SEJA PONTUAL

Por mais bobo que possa parecer, seja pontual! Pessoas separam um tempo da vida delas para acompanhar seu webinar, então, nada mais justo respeitar o horário combinado de início e término.

3. EXPLIQUE OS PASSOS

Explique para a audiência como seu roteiro irá funcionar: em que momento será destinado à perguntas, como poderão interagir, se haverá sorteio no final, se precisarão realizar algum cadastro, etc. Quanto mais seu público souber, melhor.

4. SEJA CRIATIVO

Use e abuse da criatividade: faça quiz, enquetes, pode até mesmo sortear algum produto ou serviço que você venda. Este tipo de interação chama a atenção e retém a sua audiência. Mas não prometa algo que você não irá cumprir, hein?

Clique aqui para ler mais sobre.

  1. DISPONIBILIZE MATERIAIS

Disponibilize materiais como: apresentações em pdf, infográficos, artigos, links, entre outros. Faça com que o conhecimento transmitido seja amplificado com materiais de apoio.

REVISÃO – DURANTE O EVENTO

Pronto! Você conseguiu executar tudo até agora… o mais difícil já foi! Agora vem uma parte importante e tão trabalhosa quanto: o pós-webinar. Antes de iniciar essa etapa, vamos revisar os tópicos?

  • Teste seus equipamentos
  • Seja pontual
  • Explique os passos
  • Seja criativo
  • Disponibilize materiais

PÓS-EVENTO

  1. PROGRAME E-MAILS DE AGRADECIMENTO

Ao finalizar, envie um e-mail aos participantes para agradecê-los e oferecer algum material extra. Você poderá também criar uma pesquisa de satisfação para saber o que pode ser melhorado para futuras transmissões de seus webinars.

Considere também enviar para quem não participou com o link da plataforma para que possam assistir.

2. HORA DE ANALISAR

Hora de entender se você alcançou alguns objetivos! Nesse momento você poderá perceber com calma as dúvidas que apareceram durante a transmissão, se houve algum comentário sobre o webinar nas redes sociais usando as hashtags, entre outras análises pertinentes.

Lembramos que você poderá realizar essa etapa durante uma semana ou duas após a transmissão para se ter mais informações que julgue necessárias, como por exemplo, o retorno da pesquisa de satisfação, afinal, são dados que indicamos recolher de três a sete dias depois do webinar.

CLASSIFIQUE LEADS

Agora é a hora de classificar seus leads em três partes: os que estão prontos para o contato comercial, os que precisam ser nutridos e os que não são qualificados. Isso guiará seu processo no funil de inbound marketing e facilitará sua comunicação tornando-se mais efetiva por ser direcionada para as pessoas certas!

Clique aqui para ler mais sobre!

MEÇA O ROI

O seu melhor amigo nesta jornada é o ROI. Ele te dirá se foi bom ou não em optar por essa estratégia. Seja qual for seu KPI, deve haver uma mensuração de sucesso.

Se você buscava por mais assinantes de uma comunicação e conseguiu, ótimo! Ou, se precisava vender mais seu produto e houve um aumento após um webinar, este é o caminho! Ele será seu guia nessa jornada fantástica que é o marketing de conteúdo.

REVISÃO PÓS-EVENTO

Você chegou ao final do nosso guia! Parabéns! Seguindo todas nossas dicas será praticamente impossível seu webinar não ter uma audiência e te trazer resultados. Agora, vamos revisar os passos dessa etapa?

  • Programe e-mails de agradecimento
  • Hora de analisar
  • Classifique os leads
  • Meça o ROI

Para encerrar nossa trilha com chave de ouro, confira o bate-papo no vídeo abaixo com o Denis Braguini, organizador do RD Summit sobre eventos online e como ele enxerga essa área. O evento foi realizado pela nossa parceira Eventials, a maior plataforma de webinar do Brasil!

De brinde, vamos deixar o link para um ebook também da Eventials: Preparando um webinar de sucesso em três etapas. Você pode baixar clicando aqui!

Esperamos que este post tenha sido útil para você e aproveitamos para fazer um convite para que se junte à comunidade PowerWebinar! Tenha acesso a eventos, webinars, cursos, entre outros em nossa plataforma, engaje com outros participantes, troque conhecimento e faça networking, tudo em um só lugar.


Marketing Digital: como funciona na prática?

Com o passar do tempo, o termo “Marketing Digital” se tornou comum no nosso vocabulário, mas você sabe por que esse departamento surgiu?
Conforme o mercado digital foi ganhando força, o Marketing teve que assumir uma posição diferente, com estratégias específicas para atuar nesse novo meio. Afinal, toda vez que surge novos meios que possibilitam venda, interação com potenciais clientes, o marketing precisa estar lá!
Com o Digital evoluindo constantemente, é super importante ficar a par das últimas tendências de Marketing Digital, assim é possível sempre levar as melhores práticas para sua empresa.
E, você, ainda tem dúvidas da importância de implantar o Marketing Digital na sua empresa? Vamos te mostrar vantagens, de onde partir e números que você precisa acompanhar para verificar a  saúde do seu negócio.
Continue lendo

Qual é o horário nobre das transmissões online? [2021]

Todo organizador e palestrante de sucesso sabe que a escolha da data e hora para realizar as transmissões pode interferir no sucesso das mesmas. E, se você ainda tem dúvidas sobre qual é o melhor momento para realizar seu webinar, continue lendo o post.
Descobrir o melhor dia do mês, da semana e a melhor hora não é nenhuma ciência espacial. Muitos acreditam que o ideal é no meio da semana, entre terça e quinta-feira, dias que fogem da sobrecarga de tarefas. Quanto ao horário? Nem muito cedo, nem muito tarde.
Ken Molay, Presidente da Webinar Success, teve a mesma dúvida e, para solucioná-la, realizou uma pesquisa online questionando o dia útil e a hora em que as pessoas preferem assistir aos webinars. O estudo apontou quarta e quinta-feira, pela manhã e à tarde como os dias mais favoráveis. Já a segunda-feira pela manhã e a sexta à tarde não são indicados.
Eventials melhor horário para realizar webinars 1
Tendo em vista que esta não é uma pesquisa recente, foi baseada na opinião dos usuários estrangeiros e restringe-se apenas a dias úteis, decidimos revisá-la com as nossas estatísticas. Consolidado o nosso histórico de visitas ao site, num período de um ano, acreditamos que os dias em destaque são:
Eventials melhor horário para realizar webinars 1
Ainda com dúvidas?
Fizemos um rank dos melhores dias e horários com maior tráfego para que você possa encontrar o dia e hora certos para sua transmissão e tirar suas próprias conclusões:

Os 5 melhores horários:

Perceba que antes e logo após o almoço são os melhores períodos para transmitir seu webinar.
Eventials melhor horário para realizar webinars 3

Os 5 piores horários (exceto madrugadas):

Os primeiros e últimos horários do dia não são recomendados para transmitir seu webinar.
Eventials melhor horário para realizar webinars 4

Os melhores dia da semana:

Dias úteis da semana tiveram melhores resultados de tráfego na Eventials, sendo os melhores dias:
Eventials melhor horário para realizar webinars 5
Encontrar o dia do mês certo para sua transmissão também irá ajudá-lo a programar seu webinar, desta forma levantamos o histórico dos dias do mês mais acessados.

Os 5 melhores dias do Mês:

Eventials melhor horário para realizar webinars 6

Os 5 piores dias do Mês:

Eventials melhor horário para realizar webinars 8
Perceba que o último e o primeiro dia do mês são os dias com menor tráfego na Eventials.
Somente entender quando você deve agendar um webinar não basta!
Conhecer a fundo o comportamento de sua audiência é muito importante para consolidar a estratégia de comunicação digital. Atualmente existem estatísticas e dados disponíveis no mercado que podem ajudar a apontar os melhores caminhos para divulgar um webinar.
Coletamos algumas informações importantes que vão esclarecer todo o entorno de sua transmissão online, veja:

Horário nobre da internet

A Hi-Midia, agência especializada em segmentação e performance em mídia online e a M. Sense, especialista em estudos sobre o mercado digital, produziram juntas uma pesquisa sobre os horários de maior acesso à internet no Brasil, com mais de 1.250 pessoas das cinco regiões do país. A pesquisa apontou que o horário nobre na internet brasileira é das 19h às 22h.

Blogs

Blogs são um ótimo canal para divulgar webinars, até porque o webinar é uma estratégia da marketing de conteúdo e causa boa aceitação em canais direcionados, como é o caso dos blogs.
No infográfico da KissMetrics, empresa de inteligência de mercado e analise web, realizado em parceria com Dan Zarrella da HubSpot, o dia com maior trafego em blogs é na segunda-feira, sendo que o horário com mais visualizações é as 11h. O Infográfico também classifica os períodos do dia em que os usuários mais leem os posts, sendo eles:
Eventials melhor horário para realizar webinars 9

Social Media

A divulgação de transmissões on-line via Social Media, com o Facebook e o Twitter, também é uma estratégia de marketing que vem sendo muito utilizada e tem obtido ótimos resultados. O infográfico da KissMetrics também revelou dados das redes sociais.
De acordo com a pesquisa, o Twitter gera as melhores taxas de clique e abertura logo cedo, por volta das 6h da manhã, sendo que os melhores dias da semana são aos sábados e domingos.
Como os dados da KissMetrics são internacionais, confrontamos eles com os dados do Scup, ferramenta Brasileira de análise de redes sociais, que aponta os melhores horários do Twitter sendo das 14h às 17h e das 20h às 22h.
No Facebook a situação é outra, dados da Bubby Media revela que no final da semana, quinta-feira e sexta-feira, e aos domingo são os melhores dias da semana para postar. A pesquisa também aponta que horários com mais posts estão entre as 10h e às 16h, mas que horários fora do expediente de trabalho tem 20% mais engajamento.
Se pensarmos em compartilhamentos a KissMetrics aponta o melhor dia sendo sábado, as 13h, mas se você busca cliques o melhor horário é as 15h.

E-mail Marketing

Para divulgar webinars o e-mail marketing segmentado tem se provado muito eficiente, tendo uma das melhores taxa de conversão entre as ações de marketing.
Em 2013 a DEKH – The Affiliate Marketing Community publicou em seu blog o infográfico “Email Marketing Facts & Stats” que aponta terça-feira como sendo o melhor dia da semana para realizar um disparo de e-mail marketing, seguido de longe por quinta-feira. A pesquisa também menciona que o melhor horário para o disparo é as 12h, seguido pelas 16h.
A MailChimp aponta dados um pouco diferentes, colocando os melhores dias, em ordem, como sendo quintas-feiras, quartas-feiras e terças-feiras, e os melhores horários das 14h às 16h. De acordo com um benchmark publicado pela ON24, em 2013, os melhores dias da semana para divulgar webinars e converte-los em participantes, através do e-mail marketing são:
Eventials melhor horário para realizar webinars 10

YouTube

De acordo com a pesquisa “Mobile NetViews & NetViews Panels” realizada pela Nielsen, em Dezembro de 2012, o horário com maior tráfego no site YouTube é das 7h às 22h, tanto para usuários Desktops quanto para usuários Mobile. Este é um bom horário para publicar e divulgar no YouTube o teaser de uma palestra na Eventials.

Vendas

Uma pesquisa publicada em julho de 2012, pela Rakuten, revela que o horário de pico nas vendas dos e-commerces brasileiros é das 12h às 14h. Diferentemente dos Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, marcados por picos de vendas após a volta do trabalho, as compras no Brasil se concentram próximo ao horário do almoço em sua maioria realizadas no trabalho. Assim esta é a melhor hora para divulgar uma palestra vendida na Eventials.
Agora que você já sabe tudo para agendar seu webinar e comunicar no momento certo com seus clientes, conheça as soluções da Eventials para transmitir seus webinars com facilidade e economia.

Caso de Sucesso: Como Usar Webinars Ajudou o IAB a Melhorar o Alcance de Audiência e Relevância no Mercado

Confira 6 dicas exclusivas para transformar seu webinar em um evento extraordinário

Os webinars são ferramentas que possuem muitas finalidades. Eles podem ser utilizados, por exemplo, para gerar leads, melhorar as vendas ou, ainda, ajudar na comunicação interna da sua empresa. Ao terminar de realizar um webinar, você pode analisar sua performance e seus resultados. Assim, é possível reconhecer pontos de melhoria e colocá-los em prática no próximo evento.

Acredite: pequenos detalhes fazem a diferença, fazendo o que já era bom ficar ainda melhor. Por isso, confira nossas seis dicas exclusivas para transformar seu próximo webinar em um evento extraordinário!

1 ) Capriche na divulgação e na participação nas redes sociais:

As mídias digitais são ótimas aliadas na divulgação de um webinar, então invista nelas para interagir com sua audiência. Cerca de dez dias antes da apresentação, publique sobre seu webinar nas redes sociais utilizadas pelo seu público. Utilize o Instagram, o Twitter, os grupos do Facebook e também o WhatsApp para compartilhar assuntos que tenham a ver com o tema do evento.

Você também pode iniciar debates relevantes e levantar dúvidas que serão respondidas durante a apresentação. Além disso, pergunte à sua audiência como ela gostaria de receber tais informações pós-webinar. No dia do evento, interaja ao máximo! Engaje nas redes e anime os participantes para quebrar o gelo e incentivar a participação de cada um.

2) Crie uma hashtag própria para o webinar:

Agora você já sabe que as redes sociais têm papel fundamental na estratégia de divulgação de sua palestra. Por isso, crie uma hashtag fácil, criativa e que tenha a ver com o tema para que os participantes usem durante o webinar.

Esse recurso também permite que você monitore melhor as perguntas e as sugestões do público nas redes sociais envolvidas.

3) Pense em convidados:

Já pensou em convidar para o seu webinar alguém que seja referência no tema abordado? Seu convidado pode participar e responder às perguntas do público, deixando o evento ainda mais extraordinário.

Pense em alguns nomes e convide-os. Neste sentido, uma apresentação no estilo talk-show pode motivar e trazer questionamentos importantes de seus espectadores. Essa também é uma forma de fazer do seu webinar algo diferente.

4) Invista em materiais visualmente atrativos:

Desenvolva materiais complementares ao assunto abordado em seu webinar e surpreenda seu público. A criação de um bom conteúdo, com informações relevantes, que agregue conhecimento ao usuário será um diferencial do seu evento. Você pode investir em um material visualmente atrativo, com exercícios, e-books, lista de referências… Estes conteúdos podem ser compartilhados e ajudam a melhorar o engajamento e a retenção dos participantes.

5) Divida a apresentação em blocos:

O tema escolhido para o webinar envolve muitos assuntos? Para falar de todos e englobar vários conteúdos, separe-os em blocos. Para isso, você irá precisar elencar os tópicos e estabelecer um tempo para falar sobre cada um deles. Essa é uma forma diferente de realizar uma apresentação online e informar o público de forma mais direta e objetiva.

6) Coloque sua criatividade em prática:

A criatividade é sua melhor amiga para transformar seu webinar em um evento extraordinário. Você pode criar cupons de descontos para que os participantes tenham acesso aos produtos e serviços de sua empresa por um preço mais baixo. Outra ideia é elaborar um sorteio de brindes ou outras interações que possam ser realizadas ou respondidas através das redes sociais.

Estas dicas exclusivas podem te ajudar a fazer webinars ainda melhores. Melhore suas palestras e transforme seu webinar em um evento extraordinário. Caso já tenha posto alguma em prática, nos conte sobre sua experiência!

Conheça diferentes tecnologias que facilitam o trabalho remoto

Os últimos meses têm sido de desafio para empresas de diversos setores. Neste período, um dos maiores deles é a organização de ferramentas e tecnologias de força de trabalho. Este é um aspecto importante já que reflete a maneira como a empresa pensa, investe e combina tais elementos.

Ao redor do mundo, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, acompanhamos de perto a utilização em massa de ferramentas de videoconferência. Isso fez com que fosse necessário investir mais em segurança de dados e na adoção de softwares de acesso remoto. Como resultado, muitas empresas puderam garantir que seus colaboradores se mantivessem produtivos e protegidos, mesmo trabalhando de qualquer ponto do globo.

Quais são as tecnologias indispensáveis para o trabalho remoto?

Conforme sua área de atuação, cada empresa pode precisar de diferentes ferramentas. De modo geral, equipamentos, conexão à internet, programas de videoconferência, armazenamento em nuvem e ferramentas para gestão de pessoas e de resultados são essenciais. Saiba mais um pouco sobre eles:

Equipamentos:

Estes são elementos necessários para que seus colaboradores exerçam suas funções. Os equipamentos podem incluir computadores, HDs, mouse, teclado, smartphones, monitores e impressoras. Em muitos casos, é recomendado ceder um computador exclusivo para fins profissionais a fim de proteger informações e dados relevantes.

Conexão com a internet:

Garantir que seus funcionários tenham uma conexão estável com a internet é fundamental para a realização do trabalho remoto. Isso se deve ao fato de, em 2018, cerca de 50% das residências no Brasil não terem acesso à internet. Por isso, o colaborador precisa contar com esta ferramenta para desempenhar seu papel. 

Programas de videoconferência:

A presença física foi substituída, à força, pela virtual. Com o passar do tempo, esta passou a ser encarada com naturalidade e, para alguns, com preferência. No entanto, é preciso garantir que sua empresa conte com uma plataforma segura e especializada para realizar videoconferências. Desta forma, você poderá organizar reuniões regulares, alinhamento de expectativas, feedbacks ou até mesmo conversas informais.

No entanto, é bom estar atento à duração dessas reuniões. Você poderá observar o interesse da equipe e ajustar tais encontros para que não se tornem muito longos e exaustivos. Seus colaboradores são o melhor termômetro para definir a periodicidade e a duração das videoconferências. 

Armazenamento em nuvem:

Apesar de não ter sido criada exclusivamente para o trabalho remoto, a nuvem é uma ferramenta que facilita o acesso a dados e informações. O armazenamento e a transmissão de dados através deste método não depende de um HD ou pen drive físico.

O armazenamento em nuvem permite que seu colaborador trabalhe de onde quiser com proteção de dados e documentos importantes.

Ferramentas para gestão de pessoas e de resultados:

Uma vez que sua equipe esteja enquadrada no trabalho remoto, são recomendadas tecnologias que permitam a gestão de pessoas. É preciso confiar nos seus colaboradores, focar em resultados e cumprir metas. Tais ferramentas podem ajudar a manter sua equipe atenta e direcionada conforme os objetivos da empresa.

O trabalho remoto pode ser naturalizado nos próximos anos. Por isso, adequar-se a diferentes tecnologias que facilitem este tipo de trabalho se torna primordial. Sua empresa já conta com um programa de videoconferência? Fale conosco e saiba como a Eventials pode solucionar seus problemas.

Marketing digital: veja as principais tendências para 2021

Quer começar seu ano com o pé direito? Então você precisa andar no ritmo do marketing digital. Esta é uma corrida sem fim e é preciso manter o passo para não ficar para trás!

O primeiro passo é olhar para onde você está, observar as tendências do mercado e, então, decidir quais são os melhores caminhos para você seguir.

No texto abaixo, apontamos algumas das principais estratégias que serão utilizadas por grandes marcas no marketing digital em 2021. Confira!

Conteúdo e mais conteúdo

O ano de 2020 deixou ainda mais clara a necessidade de investir na criação de conteúdos interativos. Por mais que este não seja um assunto completamente novo, ele configura uma das tendências de marketing digital para 2021.

O distanciamento social reduziu nossas relações e nossa proximidade física com outras pessoas. Assim, elas foram resumidas às interações proporcionadas pelas telas. Neste sentido, empresas e marcas investiram ainda mais na interatividade a fim de proporcionar um envolvimento humano.

Entre os formatos de conteúdos interativos estão infográficos, questionários, ebooks e vídeos interativos. Estes materiais despertam interesse e aumentam o engajamento dos usuários, prendendo sua atenção.

Sendo assim, Marketing e Conteúdo são uma maneira efetiva de obter resultados de alto desempenho. É preciso ter em mente que seus clientes recebem muitos conteúdos e o seu precisa ser diferenciado, impactando positivamente a rotina das pessoas e resolvendo seus problemas. Os webinars são uma ótima ferramenta para isto.

SEO: você não pode viver sem essa peça estratégica

O SEO (Otimização para Mecanismos de Busca) é responsável por expor seu site na lista de respostas de pesquisas realizadas em buscadores como o Google. Essas visitas são, portanto, orgânicas ou não pagas. 

Estamos em tempos de custos de mídia crescente, o que torna a exposição orgânica tão importante entre as estratégias de marketing digital. Ela significa redução de custos com mídias pagas e tráfego de busca orgânica qualificado.

Para acertar no SEO, é preciso estar atento às atualizações dos algoritmos do Google, além de se adaptar aos novos hábitos dos consumidores e às tendências do mercado.

Aumento do número de pesquisas e assistentes por voz

As pesquisas por voz estão em alta no que se refere ao marketing de busca, tornando-as uma das tendências do marketing digital para 2021. Seja através do Google, do Google Assistente, da Alexa, da Cortana ou da Siri, este é um fator importante para a otimização do conteúdo. Isso porque é preciso adaptar o SEO à semântica de cada tipo de pesquisa.

Além disso, os assistentes por voz podem tocar músicas, buscar informações, fazer listas, compras e configurar alarmes. Eles também podem controlar lâmpadas e aparelhos conectados. Assim, pode-se investir no desenvolvimento de conteúdos em áudio, como podcasts, e produtos que possam se conectar aos assistentes.

Seja qual for sua estratégia no marketing digital, é preciso estabelecer quais objetivos você pretende alcançar com a ação. Sua metas devem ser mensuráveis, como, por exemplo, gerar leads e aumentar o reconhecimento, entre outros. Aproveite nossas dicas e invista nestas tendências para 2021.

Saiba como estabelecer suas prioridades estratégicas diante do novo normal

 A pandemia do novo coronavírus fez com que diversas empresas lidassem com uma questão preocupante: a continuidade dos negócios. Diante da nova realidade, foi necessário criar meios para se adaptar ao novo normal.

O que sabemos é que, após o término deste estado de calamidade, as empresas terão um novo cenário de trabalho. Estas mudanças envolvem o trabalho remoto e as demais adaptações relacionadas à manutenção da qualidade do serviço.

Quais devem ser as prioridades estratégicas diante do novo normal?

Investir na segurança de dados e informações:

Investir em segurança é essencial para evitar a violação e o vazamento de dados da empresa e de seus clientes. Com a possibilidade de trabalho remoto, é preciso estar ainda mais atento a esta questão, impedindo que seus usuários se tornem vulneráveis.

Por isso, a segurança é uma das prioridades estratégicas, sendo necessário garantir medidas básicas e complexas. Isto envolve desde a segurança da conexão Wi-Fi até o uso de computadores ou laptops próprios. Também é interessante optar por versões de software adequadas, protocolos e padrões de segurança personalizados e que seja fácil contatar o suporte técnico.

Apostar no treinamento online de funcionários:

Após garantir meios seguros de utilizar a tecnologia, os funcionários precisam aprender as melhores práticas comportamentais para empregá-la. O treinamento pode envolver políticas de trabalho remoto e respostas a perguntas frequentes a fim de solucionar qualquer dúvida ou problema.

Estes treinamentos têm como objetivo capacitar seus funcionários e aumentar a eficiência no ambiente de trabalho. Os treinamentos online podem ser oferecidos em grupo ou de forma individual. É importante definir a segmentação dos assuntos destes eventos para que eles sejam corretamente compartilhados com as áreas de interesse. Como consequência, os resultados da empresa tendem a crescer e a melhorar gradualmente.

Entender a complexidade do trabalho remoto e se preparar para suas particularidades:

Como qualquer outro tipo de trabalho, o remoto traz vantagens e desvantagens. Para alguns, questões relacionadas a distrações domésticas e a falta de interação humana são preocupantes. Da mesma forma, possíveis prejuízos à comunicação da equipe e qualquer restrição tecnológica podem afetar o rendimento durante o home office.

Para evitar incertezas e frustrações, é preciso que a empresa tenha como uma de suas prioridades estratégicas a experiência do funcionário no seu novo ambiente físico de trabalho. 

Nesse sentido, é essencial oferecer suporte e ferramentas, como para cumprimento de tarefas e realização de reuniões, por exemplo, compatíveis às necessidades das equipes. Sua empresa também pode contar com instrumentos de gerenciamento e monitoramento remoto.

A Eventials pode te ajudar a estabelecer suas prioridades estratégicas diante da pandemia. Entre em contato conosco e saiba mais sobre treinamentos online, transmissões ao vivo e como utilizar webinars para aumentar a produtividade da equipe.